Janeiro - A Garota do Calendário #01

Autora: Audrey Carlan
Título original: Calendar Girl: January
Tradução: Andréia Barboza
Série: A Garota do Calendário
Editora: Verus
Páginas: 144
Onde encontrar: AmazonBr | Americanas | Cultura | Saraiva | Submarino | Travessa

| Livro cedido em parceria com o Grupo Editorial Record |


Sinopse: Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser...
Em janeiro, Mia vai conhecer Wes, um roteirista de Malibu que vai deixá-la em êxtase. Com seus olhos verdes e físico de surfista, Wes promete a ela noites de sexo inesquecível — desde que ela não se apaixone por ele.

Rufem os tambores!! 
Tam tam tam!!!
Aproveito o domingo tedioso para trazer às leitoras do #LOHS uma das resenhas mais esperadas dos últimos tempos!!
Tam tam tam!!!

Com mais de 3 milhões de cópias vendidas, a série A Garota do Calendário é sucesso absoluto no Estados Unidos e já foi traduzida para 15 idiomas diferentes! 
A autora, Audrey Carlan, depois de ler a trilogia 50 Tons de Cinza, pensou: “se essa mulher, uma mãe, pôde deixar o mundo corporativo para trás, escrever sua história - uma história que as pessoas puderam se conectar - por que eu não conseguiria?”

Foi assim que Audrey, mãe de dois meninos, começou a escrever (apenas depois que os filhos fossem para cama) e a publicar de forma independente a série de 12 livros que figurou as primeiras posições nas listas do New York Times e do Wall Street Journal. Audrey também escreveu outros sucessos como Falling Series (essa série dá enfoque a alguns personagens secundários da série A Garota do Calendário), Trinity Trilogy e Lotus House Series.

Capas dos 12 livros que completam a série

A Iza já deu uma pequena introdução à série em um post anterior (confira o post completo clicando aqui), mas vou contar mais detalhes - sem spoilers, obviamente - e também dar a opinião de alguém que já leu a série completa em inglês e agora está louca para reler tudo em português. ;)

Publicado pela editora Verus no Brasil, Janeiro é o primeiro dos 12 títulos que compõe a série (cada um será um mês do ano) e marca o início da jornada de Mia Saunders que mudará não apenas a vida dela, como também de muitas outras pessoas até a chegada de Dezembro.

Antes de entrar na história do livro, porém, é necessário compreender que quando Mia tinha 10 anos e sua irmã, Madison (apelidada de Maddy) Saunders, tinha 5 anos, a mãe das garotas, Meryl Saunders, desapareceu sem deixar vestígios. O pai de ambas, Michael Saunders, não suportou a perda da esposa e se tornou um alcoólatra viciado em jogos. Vivendo em Las Vegas, os vícios do pai só foram piorando.
Desde essa tenra idade, Mia é a responsável pela irmã, por arrumar comida e roupas limpas, além de ter que salvar o pai de suas dívidas ao longo dos anos.

Janeiro nos apresenta a situação complicada que Mia está vivendo agora. Seu pai se superou dessa vez! Pegou emprestado 1 milhão de dólares do agiota Blaine Pintero (que por acaso é um ex-namorado de Mia e também responsável por acabar de vez com a confiança da garota nos homens) e, obviamente, não tinha como devolver. Assim, ele levou uma surra dos capangas de Blaine que o deixou em coma no hospital.

Só que os mesmos capangas apareceram no hospital e disseram à Mia que se não for pago o que é devido, o pai iria morrer e em seguida as próximas vítimas seriam sua irmãzinha e ela mesma.

Então Mia é obrigada, mais uma vez, a abrir mão da sua vida para salvar o pai. Sua única solução no momento é trabalhar na agência da sua tia Millie - que deseja ser chamada de sra. Milan, embora seja um nome falso - como acompanhante de luxo. Acho importante ressaltar que Mia não se torna uma prostituta. Sua função é acompanhar homens ricos em eventos, jantares ou interpretar um papel importante para o cliente. Sexo não está incluso no pacote. Mas, caso ela tenha interesse no cara e o cara nela… Bom, aí é uma decisão pessoal.

-Vou agendar você por um mês. Essa é a única maneira de conseguirmos um cheque mensal de seis dígitos. - Seus olhos verde-claros estavam brilhantes. Tanto que eu quase acreditei que poderia ser fácil se eu tivesse a mente aberta. - Você vai ser enviada para onde o homem estiver e ser tudo o que ele precisar durante o mês. Mas eu não vendo sexo. Se você dormir com eles, vai ser uma decisão sua. Entretanto, quando der uma olhada nos homens que eu tenho na lista de espera, você vai pensar duas vezes sobre não ir para cama com eles. Isso sem falar no pagamento extra. - Ela sorriu e depois se levantou. Caminhou ao redor da mesa de vidro, sentou-se e, em seguida, virou-se para o computador, me dispensando silenciosamente. Senti que estava presa à cadeira de couro, incapaz de me mover. Pensamentos de como é que eu ia dar conta desse trabalho rodeavam minha mente feito abutres ferozes, caçando e bicando minha moral, um a um, como se ela fosse uma presa disponível.
-Vou fazer isso - ouvi-me sussurrar.
-Claro que vai. - Ela olhou para mim por cima do computador. Seus lábios se abriram em um sorriso torto. - Você não tem outra opção se quiser salvar o seu pai.
Tia Millie e Mia, p. 15 

A própria Mia tem dificuldade de aceitar esse trabalho por conta de seus valores morais, mas não é apenas a vida do pai que está em perigo e ela simplesmente não tem outra escolha. Mia terá um cliente por mês - de janeiro a dezembro - cobrando 100 mil dólares de cada um para poder quitar a dívida do pai e pagar os empréstimos estudantis de Maddy - a gênia da família, segundo a irmã mais velha. 

Seu primeiro cliente, o sr. Janeiro, é Weston Charles Channing III. Wes é um dos roteiristas mais badalados de Hollywood, California, e simplesmente um gato! Cabelos loiros, olhos verdes e corpo escultural de surfista. Mas por que um homem com tantos atributos precisaria de uma acompanhante de luxo?

A resposta é simples: durante os eventos da temporada em Hollywood, Wes precisa conversar com produtores, atores e diretores para negociar seu próximo projeto, mas simplesmente não consegue chegar até essas pessoas porque muuuuitas mulheres o param no meio do caminho.
Então a função de Mia é simples: acompanhar Wes nesses eventos e espantar todas as piriguetes do caminho. 
Fácil? Até seria se a atração entre Mia e Wes não fosse tão intensa!

-Você vai tirar a roupa para mim quando estiver pronta para isso. Não vou nem precisar pedir - ele sussurrou antes de dar um beijinho no canto da minha boca. Então se afastou, os olhos verdes irradiando luxúria. - Tenho trabalho a fazer no meu escritório. Fique à vontade para olhar por aí, tomar sol, usar a piscina. Preciso que você esteja pronta e usando um vestido bonito às cinco em ponto. Temos um jantar de negócios. - Com um último aperto em meu quadril, ele se virou e partiu. A pele naquele ponto ainda sentia a força de seu toque.
-Droga - falei, zonza depois de prender a respiração por tanto tempo. No momento em que seus lábios tocaram a parte de trás da minha orelha, perdi a capacidade de respirar. - Vou ter problemas.
Wes e Mia, p. 33

Mia é uma morena, de olhos verdes, cabelos cacheados e cheia de curvas que atrai Wes (e vários outros homens) desde o primeiro encontro. Mas por dentro ela carrega todas as inseguranças que as mulheres também têm, como com o peso e o cabelo.

A relação entre Wes e Mia se aprofunda com o passar dos dias, só que para não confundir o tipo de relacionamento entre eles são criadas algumas regras, sendo a mais importante não se apaixonar. Mas não criar sentimentos é algo impossível para duas pessoas que têm sintonia e sentem uma atração fortíssima um pelo outro. 
Agora, como Mia agirá com Wes se em fevereiro ela deve estar em outro estado americano com outra pessoa?! 
Vocês terão que ler para descobrir a resposta! ;) 

A editora fez uma votação com os fãs para descobrir os melhores atores para os papéis de Mia e Wes. Concordam?

Não havia outra opção para mim. Mesmo que eu quisesse mais - coisa com a qual eu não conseguia lidar no momento -, não era possível. Eu ainda precisava de um milhão de dólares e meu pai ainda precisava ser salvo. Não havia ninguém além de mim para resolver isso. Eu não arriscaria a vida dele por uma possibilidade ínfima de felicidade. Jamais seria capaz de me perdoar se escolhesse minha vida em detrimento da do meu pai. Independentemente de ele ser um alcoólatra que passou a maior parte do tempo jogando, se embebedando e arruinando nossa estabilidade financeira, ele ainda era uma das únicas pessoas que me amavam de verdade. E eu nunca o abandonaria. Nem mesmo por Wes. Ainda que o pensamento enchesse minha mente, coração e alma de esperança, não era para ser. Eu tinha um trabalho a fazer e o faria, ou morreria tentando.
Mia, p. 82

Cada livro da série A Garota do Calendário é bem curto e fácil de ler. Li em menos de uma hora cada um, mas já aviso que eles são completamente viciantes! #FicaADica
Todas as edições são interligadas e já se conectam com o próximo mês da Mia e nós, leitores, ficamos querendo a continuação para ontem! 
Ainda bem que a Verus se comprometeu a lançar dois títulos da série por mês e até o mês de outubro já teremos a coleção completa!!! \o/

As lombadas criam um panorama!
Essa história apresenta uma jornada de vida de uma mulher que faz o que tem que ser feito. Nem tudo serão flores, mas no fim valerá a pena. Mia poderia ser uma amiga minha porque ela é uma das personagens mais reais que já pude conhecer. A garota tem seus defeitos e não os esconde, mas, assim como todas as pessoas, também tem muitas qualidades que faz os outros personagens e os leitores criarem laços com ela.

Wes, seu primeiro cliente, também é completamente apaixonante! Lindo, inteligente e rico, ele apresenta um lado divertido da vida que até então Mia não tinha conhecido. Sinceramente, ele é praticamente o homem perfeito. E também é um personagem que irá evoluir muito ao longo da série. Sim, você leu corretamente. Ele terá outras aparições. =P

A série trata sobre as mudanças na vida da Mia durante um ano, sobre novos amores e novas amizades, descobertas inusitadas e sua relação familiar, mas além disso também traz um panorama sutil sobre a sociedade machista, a libertação sexual feminina, valores de vida e outros assuntos sérios que ainda irão aparecer nos próximos volumes.

Os livros fazem sucesso porque falam com mulheres sobre mulheres. Todas vão se identificar de alguma forma com Mia porque nós já sofremos de alguma forma alguns dos vários problemas que ela teve ou os que ela ainda terá. E, como todo romance erótico, tem muitas cenas de sexo obviamente. O legal da autora é que ela sabe dosar essas cenas mais calientes de acordo com o momento de vida da Mia, então não esperem ter loucuras sexuais lotando todos os livros da saga.

A trama de A Garota do Calendário começa com uma história simples e que parece ser bem banal, mas vou contar aqui que você não faz ideia do que ainda está por vir!!! Então, #ConfieNaJornada.

Mesmo vestida como uma Barbie, interpretando o papel de uma acompanhante-troféu, eu ainda era Mia Saunders. A garota que criou a irmã desde que ela tinha cinco anos, que cuidou de si mesma e que iria salvar a vida do pai... mais uma vez. E eu esperava que fosse a última.
Mia, p. 98 

Como sou legal e já li os dois primeiros livros em português, amanhã eu trago a resenha de Fevereiro para já começar bem a semana!! ;)
Então já se prepare para mais Mia com um cliente que é um artista francês que deseja tê-la como musa!! 

Agora só posso dizer: LEIA essa série!! SÉRIO.




10 comentários :

  1. Carol, eu não sabia que vc gostava desse estilo de leitura. Fiquei bem admirada por você falar tãaaaaaao bem do livro. Eu não li, a colunista, Kris, lá do blog vai ler e está com boas expectativas.
    Bom saber que o livro é tão empolgante e com uma leitura fácil desse jeito.
    Fiquei bem curiosa.

    http://revelandosentimentos.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi Carol!
    Sua resenha foi uma das mais completas que eu li sobre os livros da série. No geral, tenho visto opiniões bem contraditórias sobre eles e confesso que não me interesso em ler, mas que bom que você gostou.
    Beijos
    alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Carol!
    Eu sempre acostumada a ler suas resenhas sobre livros de fantasia achei bem legal a diversidade do seu gosto literário.
    No geral eu gosto do gênero e até me interessei pelos livros apesar de não saber detalhes da história (tipo eu achava que a personagem era garota de programa até ler aqui). O que talvez ainda me deixe em dúvida quanto a leitura seja a quantidade de livros da série.
    Sua resenha tá maravilhosa e me deixou cheia de curiosidade e acredito que vou acabar lendo pelo menos o primeiro. Amanhã venho conferir a resenha do segundo livro ;)
    Beijos
    http://numrelicario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Carol!
    OMG! Como assim, você já leu a série toda em inglês?! Estou com muita expectativa nessa série, reconheço.
    As capas ficaram um arraso e a Verus está fazendo um trabalho incrível na divulgação. Gostei demais da Mia. A posição que ela se encontra não é fácil, mas mesmo assim ela vai à luta e faz o que é preciso pra resolver um problema que nem mesmo foi ela quem criou. Devo dizer que essa premissa me conquistou.
    Estou muito ansiosa pra conhecer Wes. Tem tanta gente suspirando por ele, que saber que ele aparece em outros livros é reconfortante, rsrs.
    Sua resenha está fantástica! Adoro as fotos e gifs que vc usa nas resenhas. Se vê que você é muito caprichosa ;-)
    Abraço!

    ResponderExcluir
  5. Eu ganhei esse livro da minha amiga e até agora eu estou adorando o livro que para minha tristeza é muito fino :| Eu realmente como pode ter criticas ruins desde livro em alguns blogs ms irei procurar para saber melhor o que não agradou a eles em relação a essa leitura. Obrigada pela resenha.

    ResponderExcluir
  6. Oi oi,

    apesar dessa série ter muitos volumes, o que me desanima, fiquei bem curiosa para lê-la! Primeiro, bem bacana a série mostrar o mundo das acompanhantes de luxo, tenho certeza que devem existir muitas por aí, um trabalho que deve ser mais dificil e diferente do que imaginamos, afinal, não é o mesmo que ser uma prostituta de luxo, como você ressaltou. Segundo, já me falaram também que os livros são bem divertidos e eu fiquei curiosa para ver se a Mia vai se apaixonar por algum dos personagens...

    Beijos!
    Visite o Mademoiselle Loves Books
    http://www.mademoisellelovesbooks.com/

    ResponderExcluir
  7. Oi :)
    Achei incrível a estória e achei a Mia muito batalhadora pois a vida dela parece ser sofrida. Fiquei com muita vontade de lê-lo pois estou precisando muito de leituras leves e essa com certeza vou ler bem rápido, como você. A quantidade de livros que tem nessa série não me assuntou, pelo contrário, me faz querer ler ainda mais pois amo quando possui vários volumes. Estou ansiosa pra saber mais sobre a vida dela e seus romances.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Este lançamento tem sido o burburinho do momento. E tudo que li a respeito da autora, mostra o quanto ela conseguiu fazer um enredo que prendesse o leitor, sem vulgaridade, sem puxar demais o lado hot da questão.
    Quero muito ler!!
    Beijos...

    ResponderExcluir
  9. Gostei da Mia por ser uma personagem forte e decidida vai atrás de seus interesses que é quitar essa dívida do pai para protege-los. Só fico me perguntando como vai ser o final ou melhor com quem ela ficará, afinal serão doze homens em sua vida rsrs.

    ResponderExcluir
  10. Oi!
    Estou bem curiosa para poder ler essa serie, essa historia do primeiro livro já me deixou curiosa e realmente o livro não começa bem para a Mia que parece ser uma personagem forte e determinada, gostei de temos uma leitora rápida e que prende o leitor e se tiver oportunidade quero ler !!

    ResponderExcluir

Obrigada por fazer quatro blogueiras felizes, seu comentário e sua opinião são muito importante pra nós! Todas as visitas e comentários serão retribuídos.

(Comentários contendo ofensas e palavras de baixo calão não serão aceitos).

Seguidores

No Instagram @bloglohs

Vem pro Facebook