Quando a Bela Domou a Fera - Fairy Tales #02

Autora: Eloisa James
Título original: When Beauty Tamed the Beast 
Tradução: Thalita Uba
Série: Fairy Tales
Editora: Arqueiro 
Páginas: 320
Onde encontrar: AmazonBr | Americanas | Cultura | Saraiva | Submarino | Travessa

Sinopse: Eleito um dos dez melhores romances de 2011 pelo Library Journal, Quando a Bela domou a Fera é uma deliciosa releitura de um dos contos de fadas mais adorados de todos os tempos. Piers Yelverton, o conde de Marchant, vive em um castelo no País de Gales, onde seu temperamento irascível acaba ferindo todos os que cruzam seu caminho. Além disso, segundo as más línguas, o defeito que ele tem na perna o deixou imune aos encantos de qualquer mulher.
Mas Linnet não é qualquer mulher. É uma das moças mais adoráveis que já circularam pelos salões de Londres. Seu charme e sua inteligência já fizeram com que até mesmo um príncipe caísse a seus pés. Após ver seu nome envolvido em um escândalo da realeza, ela definitivamente precisa de um marido e, ao conhecer Piers, prevê que ele se apaixonará perdidamente em apenas duas semanas.
No entanto, Linnet não faz ideia do perigo que seu coração corre. Afinal, o homem a quem ela o está entregando talvez nunca seja capaz de corresponder a seus sentimentos. Que preço ela estará disposta a pagar para domar o coração frio e selvagem do conde? E Piers, por sua vez, será capaz de abrir mão de suas convicções mais profundas pela mulher mais maravilhosa que já conheceu?

Eloisa James
Conheci Eloisa James totalmente por acaso em 2010. Estava em Washington, capital do Estados Unidos, e tinha acabado de perder meu voo durante a madrugada (o sol nem tinha nascido ainda!). Depois de pagar uma taxa extra, ainda teria que esperar horas no aeroporto até o próximo voo disponível. Sou péssima para acordar cedo e tinha medo de dormir e perder o segundo voo do dia, então fui até uma das banquinhas disponíveis escolher algum livro novo para ler. E foi assim que dei de cara com o primeiro título da coleção Fairy Tales. Assim que terminei de ler, fiquei completamente apaixonada pela autora e desejando todos os outros livros dela.

A série Fairy Tales é formada por cinco volumes, todos inspirados em contos de fadas, e três contos extras. Quando a Bela Domou a Fera é o segundo título da saga, mas não se segure esperando o lançamento do primeiro livro porque todas as histórias são únicas e não há a necessidade de ler na ordem de publicação.

Quando a Bela Domou a Fera, obviamente, é inspirado na história de A Bela e a Fera, e foi eleito um dos dez melhores romances de 2011 - seu ano de publicação no Estados Unidos. Além do tradicional conto de fadas, Eloisa James também foi influenciada pela série de TV House, que determinou como seria a personalidade do mocinho dessa história. 

Dr. House <3

O livro conta a história da bela e inteligente Linnet Berry Thrynne, uma das mulheres mais lindas que os salões de Londres tiveram a chance de conhecer. Linnet é tão adorável que até chamou a atenção do príncipe Augustus. Mas, depois de ser pega em uma situação comprometedora com o dito cujo, a reputação da jovem Linnet está acabada. E, para piorar, a fofoca do momento é que Linnet está grávida! 

"Zenobia afundou em uma poltrona.
-Você está tentando me dizer que não está esperando um filho?
-É o que estou dizendo. Não dormi com o príncipe nem com nenhuma outra pessoa.
Houve uma pausa lúgubre enquanto, finalmente, a verdade era assimilada.
-Senhor do Céu, você está arruinada e nem sequer aproveitou - disse a tia. - E o pior é que apenas exibir sua cintura em toda a sua forma não ajudaria em nada a esta altura. As pessoas simplesmente pensariam que você deu um jeito no problema.
-Depois que o príncipe se recusou a casar com ela - disse o visconde pesarosamente -, eu mesmo pensaria isso, dadas as circunstâncias."
Tia Zenobia, Linnet e seu pai, p. 28

A solução encontrada pela tia de Linnet, Zenobia, (e logo aceita pelo pai da garota) foi negociar a mão da jovem com o duque de Windebank. Afinal, todos na aristocracia sabiam da fofoca que o filho do duque nunca poderia ter filhos. E, para um homem fascinado pela genealogia de sua família, uma criança com sangue real seria muito bem-vinda. Mesmo que não houvesse tal criança.

É assim que Linnet se vê comprometida com um homem que nunca viu. Apenas sabe que seu noivo, Piers Yelverton, trabalha - diferente de outros nobres - como médico em seu castelo no País de Gales. E dizem que ele é um gênio. Mas, conhecedora de seu efeito em todos os homens, Linnet tem certeza que conseguirá fazê-lo se apaixonar por ela em duas semanas.

"Eu ganho pontos bônus se eu fingir que me importo?"

Piers Yelverton, conde de Marchant, é um homem difícil. Ele manca devido a um antigo ferimento em sua perna e a dor é algo sempre presente. Foi graças a perna manca que ele se tornou um dos melhores médicos da época - isso e o fato dele ser praticamente um gênio.
Como a dor é contínua, Piers pratica natação todas as manhãs - o que ajuda a aliviar um pouco seu sofrimento e também faz com que ele tenha um corpo forte.
Apelidado de Fera por conta de seu mal-humor e sua grosseria, Piers é um dos homens mais procurados em questões de saúde tanto por nobres quanto pela população comum. Isso porque, apesar de toda a fama negativa, Piers criou duas alas hospitalares em seu castelo onde trata de pessoas gratuitamente.

"-Então, os empregados realmente o obedecem com relação àquela placa?
-Eles morrem de medo de mim.
-Sério?
-Você também deveria.
Ela deu um sorriso.
-Talvez você devesse se esforçar mais.
-Talvez você devesse se casar comigo - disse ele.
Ela riu alto."
Linnet e Piers, p. 72-73

O primeiro encontro entre Piers e Linnet não gera nenhuma esperança de casamento. Logo, os dois têm certeza que o relacionamento entre eles nunca daria certo. Mas, ao mesmo tempo, Piers é o primeiro homem que não se deixa levar pelo charme de Linnet. E a garota é a primeira pessoa que não se assusta com a brusquidão do conde. Isso faz com que ambos comecem um tipo de relacionamento diferenciado, uma amizade de provocações que podemos dizer que sofrerá grandes evoluções.

"Piers deu uma olhada demorada para Linnet. Havia beleza, certamente. Mas ela não diminuía a inteligência de seus olhos. E, na opinião dele, a leve agudeza cínica na voz dela a tornava ainda mais bonita, como se Afrodite tivesse sido mesclada com Atena."
Piers, p. 80

"-Sabe - gritou ela de trás do biombo enquanto colocava o vestido matinal -, não quero assustá-lo, mas você é bem o tipo de homem com quem eu, de fato, gostaria de casar.
Ele resmungou.
-Não sinto que você fica salivando por minha causa - disse ela, querendo se explicar. - Sei que você não vai ficar todo esfomeado e começar a fazer uma imitação da Chapeuzinho Vermelho."
Linnet e Piers, p. 85

Quando a Bela Domou a Fera é um romance de época muito diferente. Sua narrativa carrega um humor irônico e sarcástico, o que combina perfeitamente com nosso jovem conde médico grosseirão. A combinação de duas pessoas inteligentes e cientes de suas “qualidades” faz com que os diálogos (e as provocações) sejam ricos e engraçados. Fora o fato de que cada um dos protagonistas tem um certo charme que faz com que gostemos deles instantaneamente.

"Eu tenho certeza que não vou gostar de você."

Linnet é uma jovem que já tinha que sobreviver à reputação danificada de sua mãe (que morreu há muitos anos) e agora perdeu todas as suas chances de fazer um bom casamento. Ela é muito inteligente, sabe que é linda e também como usar seu charme para que as pessoas façam exatamente o que deseja. O fato de Piers ser o primeiro homem a não cair aos seus pés, faz com que ele se torne muito mais interessante que qualquer outra pessoa que ela já conheceu.

Piers é um homem que carrega muita mágoa do seu passado, principalmente do acidente que gerou seu problema na perna. Mas ele ainda é um bom homem, que reformou áreas de seu castelo apenas para atender as pessoas que necessitavam dele, sem cobrar nada. Linnet é uma mulher que prende sua atenção ao não apresentar medo algum dele - além do fato dela ser belíssima. 

Linnet e Piers juntos é simplesmente a combinação perfeita e a história deles não poderia ser melhor. O clímax criado por Eloisa James é inteligente e totalmente diferente de qualquer história inspirada nesse conto de fadas que já li. Esse é um dos livros que mais gostei da autora e recomendo que vá procurar o seu imediatamente! ;)

"Piers não enfiou a língua onde não devia, do jeito que Augustus fazia. Em vez disso, ele contornou a junção dos lábios dela, um toque tão doce que ela abriu a boca, pedindo-o para entrar. Ele não aceitou o convite. Sua língua vadiava, saboreava-a, provocava seus lábios.
O coração dela estava batendo cada vez mais rápido e ela queria... Ela queria... Sua língua encontrou a dele, brincou por um instante, saboreou a essência de Piers.
Então, finalmente - finalmente -, a mão que segurava a cabeça dela a puxou para perto, contra as linhas duras de seu corpo. Ele inclinou a cabeça, apenas um centímetro, mas Linnet, com todos os instintos enlouquecidamente alertas, sentiu o movimento, a mudança, a intenção dele.
O beijo dele não era uma adoração gentil. Era um beijo selvagem, um beijo loucamente apaixonado, tumultuado, roubado. Instintivamente, os braços dela se enrolaram no pescoço dele. Ele tinha o gosto do chá defumado que tinha tomado no café da manhã e de uma substância mais selvagem: desejo.
Era o tipo de beijo que um cavalheiro nunca, jamais, daria em uma dama.
Linnet estava adorando."
Linnet e Piers, p. 136

Ainda, quem é muito fã do gênero, poderá pegar referências ao romance A Senhorita Butterworth e o Barão Louco, que foi lido por praticamente todas as mocinhas e senhoras da época na literatura e foi criado nos enredos de Julia Quinn (autora das séries Os Bridgertons e Quarteto Smythe-Smith, publicadas pela editora Arqueiro). E também há ainda referências a um famoso local do primeiro livro da trilogia Os Príncipes, escrita por Elizabeth Hoyt, e que tem previsão de ser lançada em breve no Brasil pelo Grupo Editorial Record. Muito bacana como as autoras conectam suas histórias, né? ;D 




11 comentários :

  1. Olá Carolina!
    Qro mto ler esse livro, achei lindo o enredo, estou bem ansiosa pra conhecer.
    Eu ainda não li nenhum livro da Julia Quinn acredita?
    :(

    Bjs!

    ResponderExcluir
  2. Oi Carolina!
    Que linda resenha, parabéns!
    Eu só conhecia o livro de nome, mas depois de ler essa resenha, tô mooooorrendo de ansiedade para ler Quando a bela domou a fera!
    PRE-CI-SO!!!
    Que história linda, e pelo jeito, muito divertida!
    A Linnet parece ser bem engraçada e pra frente de seu tempo, ousada, gostei, já quero!!! E olha que não gosto muito de romances de época, rsrs
    bjss

    ResponderExcluir
  3. Oi Carolina, amei relembrar alguns fatos desse romance lindo, fui completamente cativada por Piers e Linnet que nos rendem cenas maravilhosas, a amizade cheia de provocação torna os dois perfeitos um para o outro e ainda tem aquele final, que considerei até um pouco poético rsrs e lindo <3 Amei a resenha e só posso reforçar que vale a pena essa leitura e já preciso de outros livros da Eloisa por aqui ;)

    ResponderExcluir
  4. É de época, é adaptação de um conto de fadas - que é o meu favorito -, é muito engraçado, tem como não amar?
    A Linnet ser tão diferente da maioria das mocinhas, a tia louca dela, tudo contribui. É aquele livro que dá vontade de reler várias vezes
    Eu tô super ansiosa pra ler os próximos.

    ResponderExcluir
  5. Carolina!
    Além de ser super fã dos romances de época e das releituras dos contos de fadas, princupalmente da Bela e a Fera que é meu conto favorito, ver que a Fera foi baseada no mau mais amado Dr. Huse, me deixa com aquela vontade ensandecida de apreciar toda tragetória de Linet e Piers.
    Desejo uma semana de luz e paz!
    “Quem já passou por essa vida e não viveu, pode ser mais, mas sabe menos do que eu...” (Vinicius de Moraes)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JULHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Não sabia que tinham referências nele!! Esse livro é bastante elogiado e estou muito empolgada para ler!!(e adoro Julia Quinn).

    ResponderExcluir
  7. Quero ler ainda mais que não li nenhuma releitura de A bela e a fera. Adorei que o personagem lembra o Dr. House adoro ele, os personagens são interessantes cada um a seu modo, fiquei querendo saber o desenrolar do romance dos dois.

    ResponderExcluir
  8. Meu Deus! Confesso que tinha um certo preconceito com romances de época, mas eu estou simplesmente apaixonada por esse! Só de ler a resenha já imaginei o Piers como o Dr.House kkkkkk foi automático dms. Amei, já coloquei até na minha lista <3

    A Garota dos Teus Olhos

    ResponderExcluir
  9. Ain adorei a resenha! Sou mto fã de A Bela e A Fera, sem dúvidas é o meu conto de fadas preferido. E essa versão do conto parece ser bastante divertida! Que bom q vc perdeu seu voo e pôde nos indicar essa leitura :)

    ResponderExcluir
  10. Nunca li nenhum romance de época, pq parece ser bem legal uns que eu já vi e não quero mes decepcionar kkkkkk mas não vou resistir a esse

    ResponderExcluir
  11. Amo romances de época ♡
    A escrita da Eloisa é maravilhoso!
    Li esse livro em e-book, é muito lindo e até divertido !!
    Recomendo !
    Bjo

    ResponderExcluir

Obrigada por fazer três blogueiras felizes, seu comentário e sua opinião são muito importante pra nós! Todas as visitas e comentários serão retribuídos.

(Comentários contendo ofensas e palavras de baixo calão não serão aceitos).

Seguidores

No Instagram @bloglohs

Vem pro Facebook