O Rei Corvo - Corvos #04




Autora: Maggie Stiefvater
Título original: The raven king
Tradução: Jorge Ritter
Série: A Saga dos Corvos
Editora: Verus
Páginas: 378
Onde encontrar: AmazonBr | Saraiva | Submarino

Sinopse: Nada que está vivo é seguro. Nada que está morto é confiável. Há anos Gansey iniciou uma jornada para encontrar um rei perdido. Um a um, ele atraiu seus amigos para essa missão: Ronan, que rouba coisas de sonhos; Adam, cuja vida já não é sua; Noah, cuja vida não é mais vida; e Blue, que ama Gansey... e tem certeza de que está destinada a matá-lo. O fim já começou. Sonhos e pesadelos estão convergindo. Amor e perda são coisas inseparáveis. E a busca pelo rei se recusa a ser fixada em um caminho. A busca pelo rei adormecido vai chegar ao fim em Henrietta mas não sem perdas, desejos, revelações e uma verdade brutal.

Minha jornada com esta série começou no final de 2016 e eu achei poético que terminasse no final de 2017. Os garotos corvos foi uma surpresa para o meu coração cansado de universitária. A resenha deste quarto volume deveria ter aparecido para vocês em outubro. Porém, esta que vos escreve simplesmente não conseguiu tempo e espaço mental para entregar uma resenha digna deste livro. (Não que eu tenha encontrado tempo e espaço mental agora, mas é final de ano e eu queria ser poética, como já comentei). 

"Se você não consegue não ter medo... Tenha medo e seja feliz." Henry

Se você acabou de se deparar com esse volume ou com esta série, sugiro que leia a resenha do primeiro livro  e compre todos os quatro, porque - depois que você começar - não tem como parar. Para que sua leitura seja perturbada por spoilers, não leia esta resenha do quarto e último volume d'A Saga dos Corvos, pois tratarei de acontecimentos dos volumes anteriores, ok? Então vamos lá!



Em Ladrões de sonhos, Ronan Lynch roubou meu coração. Em Lírio Azul, Azul Lírio, Maggie me ensinou a esperar mais de mim mesma e das personagens que eu escolho admirar. Agora, em O Rei Corvo, aprendi que amizade e amor são realmente as coisas mais importantes desse mundo. Maggie Stifvater entregou um final arrebatador para uma série esplêndida!

Clube Skoob #06


Olá, leitorxs!!!

Aqui estou eu novamente para falar mais uma vez do Clube Skoob!!! \o/
Quem já está seguindo o blog nas redes sociais (Facebook | Instagram | Twitter | Skoob | Youtube) pode ter conferido meu unboxing no stories do Instagram. Se não viu, comece a nos seguir porque sempre tem algo bacana por lá! ;)

Você pode conhecer também os detalhes das caixas anteriores nos posts:


Esse mês, na Caixa #06, o tema foi “dia das bruxas”! E, como gosto muito de dividir os detalhes com vocês, tirei uma foto com tudo o que tinha no kit e numerei os itens para vocês não perderem nada. ;)

Treze

Autora: FML Pepper
Editora: Galera Record
Páginas: 406
Onde Encontrar: AmazonBR | Livraria Saraiva | Livraria Cultura

| Livro cedido em parceria com o Grupo Editorial Record |

Sinopse: Às vésperas de cometer o maior golpe de sua vida, a céticaRebeca vai a um parque de diversões decadente e se depara com uma enigmática cartomante que, contra a sua vontade, faz uma série de previsões bizarras sobre seu futuro. Para seu desespero, todas as nefastas previsões viriam a se concretizar e a arremessariam em um furacão de perdas e de derrotas. Quando sua vida chega ao fundo do poço, circunstâncias inesperadas lhe dão a chance de um recomeço e, querendo ou não, agora Rebeca não pode desprezar a última e mais perturbadora previsão da vidente: o número TREZE, ou melhor, o décimo terceiro namorado seria o homem que traria sua salvação. Longe dele, sua existência seria apenas caos e ruína. O que Rebeca jamais poderia imaginar, no entanto, é a que a cartomante camuflaria o predestinado atrás de charadas. Dois rapazes surgem em seu caminho e se encaixam perfeitamente nas pistas, mas apenas um deles será o grande amor da sua vida. É chegada a hora de decifrar o enigma do coração ou arriscar perder tudo para sempre.

Olá leitores e leitoras, como foi o natal de vocês? Espero que bem. Estou chegando ao fim de 2017 com um dos livros mais legais do ano, pra mim. Treze, da autora brasileira FML Pepper, promete ser muito além do que a capa nos revela, acredite. Eu, que adoro histórias modernas que conseguem envolver um pouco de misticismo, pirei. As meninas já conheciam a autora, mas foi meu primeiro livro dela e posso dizer que não fica atrás de muitos autores internacionais. Vamos a resenha?


A Pedra Pagã - Trilogia A Sina do Sete #03

Autora: Nora Roberts
Título original: The Pagan Stone
Tradução: Maria Clara de Biase
Série: Trilogia A Sina do Sete
Editora: Arqueiro
Páginas: 272

| Livro cedido em parceria com a editora Arqueiro |

Sinopse: Partilhando visões de morte e fogo, os irmãos de sangue Cal, Fox e Gage e as mulheres ligadas a eles pelo destino, Quinn, Layla e Cybil, não podem ignorar o fato de que o demônio está mais forte do que nunca e que a batalha final pela cidade de Hawkins Hollow está a poucos meses de acontecer.
A boa notícia é que eles conseguiram a arma necessária para deter o inimigo ao unir os três pedaços de jaspe-sanguíneo. A má notícia é que ainda não sabem como usá-la e o tempo está se esgotando.
Compartilhando o dom de ver o futuro, Cybil e Gage podem descobrir a resposta para esse enigma se trabalharem juntos. Só que, além de não terem nada em comum, os dois se recusam a ceder aos próprios sentimentos. Um jogador profissional como Gage sabe que se entregar a uma mulher como Cybil – com a inteligência, a força e a beleza devastadora dela – pode ser uma aposta muito alta. E qualquer erro de estratégia pode significar a diferença entre o apocalipse e o fim do pesadelo para Hawkins Hollow.
Em A Pedra Pagã, Nora Roberts encerra a emocionante trilogia A Sina do Sete, uma história sobre família, amor e amizade que consegue arrancar arrepios e suspiros de seus leitores.

Finalmente chegamos ao fim da trilogia A Sina do Sete, de Nora Roberts! Caso ainda não conheça a saga, pode conferir as resenhas dos primeiros livros aqui no blog: Irmãos de Sangue e A Maldição de Hollow.

No primeiro livro, Irmãos de Sangue, conhecemos o início da história, em 1987. Como os três amigos - Caleb, Fox e Gage - libertaram um demônio na pacata cidade de Hawkins Hollow ao fazerem um pacto de sangue e, como uma espécie de compensação, receberam super-poderes para enfrentarem tal inimigo (que sempre retorna a cada sete anos). Acompanhamos também na segunda narrativa, em 2008, a chegada de Quinn Black, Layla Darnell e Cybil Kinski na cidade e como as vidas das três são ligadas à maldição. E, por um acaso do destino, há também o desabrochar do romance entre Caleb e Quinn.

Em A Maldição de Hollow, segundo título da trilogia, os seis amigos conseguem novas informações cruciais sobre quem era de fato o demônio e o que aconteceu realmente na cidade centenas de anos atrás. Além disso, juntos eles conseguem criar uma arma para destruir o demônio. O único problema é que nenhum deles faz a mínima ideia de como usá-la. E, de uma forma bem natural, há ainda o nascimento do relacionamento romântico entre Fox e Layla.

Agora, a história de A Pedra Pagã tem início alguns dias após o fim do segundo título. Todos estão se recuperando no último encontro com o demônio da cidade e tentando descobrir uma forma de derrotá-lo na batalha final. E, assim como as outras obras da trilogia, os narradores (e protagonistas) dos livros anteriores perdem espaço para a nova dupla de narradores (e protagonistas): Cybil e Gage.

O ódio que você semeia

Autora: Angie Thomas
Título original: The hate u give
Tradução: Regiane Winarski
Páginas: 378
Editora: Galera Record



| Livro solicitado em parceria com o Grupo Editorial Record |

Sinopse: Starr aprendeu com os pais, ainda muito nova, como uma pessoa negra deve se comportar na frente de um policial. Não faça movimentos bruscos. Deixe sempre as mãos à mostra. Só fale quando te perguntarem algo. Seja obediente.
Quando ela e seu amigo, Khalil, são parados por uma viatura, tudo o que Starr espera é que Khalil também conheça essas regras. Um movimento errado, uma suposição e os tiros disparam. De repente o amigo de infância da garota está no chão, coberto de sangue. Morto.
Em luto, indignada com a injustiça tão explícita que presenciou e vivendo em duas realidades tão distintas (durante o dia, estuda numa escola cara, com colegas brancos e muito ricos - no fim da aula, volta para seu bairro, periférico e negro, um gueto dominado pelas gangues e oprimido pela polícia), Starr precisa descobrir a sua voz. Precisa decidir o que fazer com o triste poder que recebeu ao ser a única testemunha de um crime que pode ter um desfecho tão injusto como seu início. Acima de tudo Starr precisa fazer a coisa certa.


Angie Thomas estreou no mercado literário com The hate u give. O livro, sucesso nas listas do New York Times logo na primeira semana de lançamento, foi vencedor do prêmio Goodreads (Melhores do Ano) nas categorias Debut Goodreads Author e Young Adult Fiction  - ou seja - um sucesso completo! A narrativa de Thomas é poderosa e extremamente emocionante

Ao mesmo tempo em que suas palavras criam uma cadeia narrativa incrível, ele traz uma mensagem super relevante. Por quê? Porque narra uma situação atual; conta o outro lado de tantas histórias que vemos por aí a respeito de crimes raciais. Este livro ilustra e eterniza as injustiças sofridas por  pessoas negras no cenário do século XXI.

"Ele não percebeu que, se virar uma hashtag, algumas pessoas só vão vê-lo como traficante?
Ele era tão mais do que isso." Starr, p. 59

Underground Airlines

Autor: Ben H. Winters
Título Original: Underground Airlines
Tradução: Ryta Vinagre
Editora: Rocco
Páginas: 320
Onde Encontrar: AmazonBR | Livraria Cultura | Livraria Saraiva


| Livro cedido em parceria com o Grupo Editorial Rocco | 

Sinopse: Autor da trilogia O Último Policial, ganhador dos prêmios Edgar e Philip K. Dick, Ben H. Winters é uma das principais vozes da literatura policial e da ficção científica contemporânea nos EUA. Em Underground Airlines, o autor conta uma história ambientada numa realidade alternativa em que os Estados Unidos não passaram pela guerra civil e os estados de Mississipi, Alabama, Louisiana e Carolina do Sul permanecem separados do norte do país e vivendo de mão de obra escrava. Na trama, Victor é uma espécie de “capitão do mato”, um ex-escravo que trabalha rastreando escravos fugitivos e devolvendo-os a seus donos. Ao mesmo tempo, porém, em que opera a favor do status quo, ele age sob uma agenda própria. A partir desse personagem contraditório e aludindo às “underground railroads”, rotas clandestinas pelas quais os escravos americanos fugiam para o norte abolicionista ou para o Canadá, Underground Airlines é um ótimo entretenimento e também uma provocação à sociedade americana com suas questões raciais, econômicas e políticas.

Olá leitores e leitoras, como estão as férias e as leituras de fim de ano? Nunca é tarde para acrescentar mais um, ou alguns, livros a sua lista de natal ou de leituras para o novo ano que está próximo. Underground Airlines, do americano Ben H. Winters, é um livro que aborda um tema que parece desatualizado, mas que na realidade, é algo muito, muito atual sim. A escravidão. Foi uma leitura bem pesada, já adianto, no sentido de que é impossível ser leve se tratando desta temática. Mas é um livro que nos leva a reflexão, então, vamos a resenha?


No mundo criado pelo autor, vivemos num futuro distópico onde nada mudou muito, além do fato de que a abolição da escravatura nos Estados Unidos, nunca aconteceu. O ato da emancipação, emitido por Lincoln em 1863 e a guerra civil que foi resultado deste ato, nunca aconteceram, pois o presidente fora assassinado. Sendo assim, quatro estados mantém o regime de escravidão até a atualidade, são eles: Louisiana, Mississipi, Alabama e Carolina. São estados que sempre foram conservadores na história real e nessa distopia, eles mantém a mão de obra dos escravos, em um mundo moderno. Pode soar louco de início, mas não difere muito do que ainda acontece em alguns lugares do nosso mundo.

Um Beijo à Meia-Noite - Fairy Tales #01

Autora: Eloisa James
Título original: A Kiss at Midnight
Tradução: Livia Almeida
Série: Fairy Tales
Editora: Arqueiro 
Páginas: 320

| Livro cedido em parceria com a editora Arqueiro |

Sinopse: Kate Daltry é uma jovem de 23 anos que não costuma frequentar os salões da alta sociedade. Desde a morte do pai, sete anos antes, ela se vê praticamente presa à propriedade da família, atendendo aos caprichos da madrasta, Mariana. Por isso, quando a detestável mulher a obriga a comparecer a um baile, Kate fica revoltada, mas acaba obedecendo.
Lá, conhece o sedutor Gabriel, um príncipe irresistível. E irritante. A atração entre eles é imediata e fulminante, mas ambos sabem que um relacionamento é impossível. Afinal, Gabriel já está prometido a outra mulher – uma princesa! – e precisa com urgência do dote milionário para sustentar o castelo.
Ele deveria se empenhar em cortejar sua futura esposa, não Kate, a inteligente e intempestiva mocinha que se recusa a bajulá-lo o tempo todo. No entanto, Gabriel não consegue disfarçar o enorme desejo que sente por ela. Determinado a tê-la para si, o príncipe precisará decidir, de uma vez por todas, quem reinará em seu castelo.
Um beijo à meia-noite é um conto de fadas inspirado na história de Cinderela. Com um estilo que combina graça, encanto e sedução, Eloisa James escreve uma narrativa envolvente, com direito a fada madrinha e sapatinho de cristal.

Embora Um Beijo à Meia-Noite seja o segundo livro publicado no Brasil pela Arqueiro, ele foi na verdade o primeiro título a ser publicado e o que iniciou a série Fairy Tales, de Eloisa James, no Estados Unidos. A saga é completa com cinco obras, sendo que todas são inspiradas em Contos de Fadas, e ainda possui mais quatro histórias extras que são complementares aos romances principais. A boa notícia é que a editora pretende lançar em breve mais um título da saga: A Duquesa Feia.

Um Beijo à Meia-Noite foi também o primeiro que li da autora, anos atrás em uma compra por acaso durante uma viagem. Foi uma ótima surpresa e desde então tenho acompanhado as obras publicadas por Eloisa James sempre que posso.

Este livro, assim como a capa ostenta belamente, é um romance de época inspirado no conto da Cinderela. Mas, assim como todas as outras histórias da autora, os personagens são um tanto quanto diferentes do esperado.

Virgem

Autora: Radhika Sanghani
Título original: Vigin
Tradução: Fabienne W. Mercês
Editora: Fábrica231
Páginas: 288
Onde encontrar: AmazonBr | Saraiva | Submarino


| Livro cedido em parceria com o Grupo Editorial Rocco


Sinopse: Aos 21 anos, a universitária Ellie Kolstakis tem um objetivo: perder a virgindade. Cansada de ouvir as aventuras sexuais da melhor amiga, Lara, e das colegas de faculdade, ela decide que já passou da hora de ter as próprias histórias para contar. A partir daí, começa uma saga para encontrar não o príncipe encantado, mas um homem que esteja disposto a levá-la para a cama. Embora seja tímida, Ellie não chegou aos 21 anos mantendo a virgindade por opção. No fim do Ensino Médio, ela teve uma experiência frustrante com um rapaz chamado James Martell: os dois trocaram beijos e carícias, mas ele se recusou a fazer sexo com ela porque não queria ser o primeiro. Com a autoestima abalada, a jovem passou muito tempo sem ficar tão perto de ir para a cama com alguém. Em uma linguagem bem-humorada, Radhika Sanghani constrói uma história cativante, com personagens que despertam a empatia dos leitores. Enquanto planeja perder a virgindade, Ellie Kolstakis descobre mais sobre si mesma e, sem perceber, vai resgatando a autoestima, deixando para trás a adolescente insegura e encarando a vida adulta com mais confiança.

Gente, que livro incrível! Eu amei cada segundo que passei lendo essa obra de arte. Ele não é nenhum Nobel de Literatura, porém é um livro divertido que tem muito o que a ensinar a todas as garotas por aí que - como eu - possuem muitas perguntas e poucas respostas!

"A todas que já sentiram a dor da depilação a cera."

Ellie Kolstakis é tem uma missão: depois de passar momentos constrangedores no consultório da universidade, nossa protagonista não quer saber de mais nada a não ser tirar a palavra VIRGEM de seu prontuário. "Meu segredo humilhante estava ali capturado no meu registro médico e a Dra. E. Browns ficaria sabendo. Eu nem sequer sabia o que o E no nome dela significava, mas ela estava prestes a descobrir que, nos dois anos e meio em que eu estava na universidade, nem um único garoto quis tirar minha virgindade. Nem eu. Eu tinha vinte e um anos e ainda era virgem.", p. 7

Com a ajuda de sua melhor amiga, Lara, as duas partem em uma missão: encontrar um cara no bar que poderia retirar o hímen que assombra todos os pensamentos de Ellie nesse último ano de faculdade. Ellie teve experiências ruins no começo de sua descoberta do mundo sexual, por isso ficou traumatizada e constrangida consigo mesma. Por isso, tudo o que aconteceu depois foi confidenciado para sua melhor amiga. As duas, no entanto, parecem entrar num desentendimento.
"- Você realmente procurou conselhos sobre virgindade na Wikipedia?
- Viu como estou desesperada?" Lara e Ellie, p. 29

O Garoto Está de Volta - Coleção Garoto #04

Autora: Meg Cabot
Título Original: The Boy is Back
Tradução: Alice Mello
Série: Coleção Garoto
Editora: Galera Record
Páginas: 352
Onde Encontrar: AmazonBR | Livraria Cultura | Livraria Saraiva

| Livro cedido em parceria com o Grupo Editorial Record |

Sinopse: Reed Stewart pensou que todos os problemas da cidade pequena – incluindo um coração partido – haviam ficado para trás quando ele abandonou Bloomville, Indiana para se tornar um rico e famoso profissional do golfe. Até um post na internet ressuscitar todas as suas inseguranças de adolescente e levá-lo de volta à pequena cidade natal.
Becky Flowers investiu tempo e recursos para se tornar uma bem-sucedida profissional do ramo de realocação de idosos. Mas ela trabalhou ainda mais duro para esquecer que Reed Stewart sequer existia. Ela não tinha, absolutamente, a menor intenção de revê-lo, agora que ele voltou. Até a família do garoto a contratar para ajudar na mudança dos pais.

Olá leitores e leitoras! Após ler fantasia e muitas distopias em 2017, no último mês do ano vou adoçar minha lista de resenhas com um chick-lit. Isso mesmo, temos que buscar sair um pouco da nossa zona de conforto então aceitei ler O Garoto Está de Volta, da Meg Cabot. E me diverti muito com este livro, já adiantando, e era exatamente o que eu estava precisando.

O Garoto Está de Volta narra a história de um casal, na verdade ex-casal, dos tempos de escola: Reed Stewart e Becky Flowers. Os dois namoraram durante o ensino médio na cidade de Bloomville, mas acabaram com o relacionamento em uma noite conturbada e desastrosa. Por conta dos acontecimentos desta noite, Reed foi embora da cidade, deixando os pais, Becky e sua antiga vida para trás. Mas, dez anos depois, ele terá de retornar a sua antiga vida. E quem irá cruzar seu caminho novamente? Becky, é claro.

#Literatura nas Telas: Assassinato no Expresso do Oriente + #Sorteio!


Olá, leitorxs!! 

Já faz mais de um ano que li o suspense Assassinato no Expresso do Oriente (Resenha), da renomada Agatha Christie, conhecida como A Rainha dos Crimes. Publicado originalmente em 1934,o livro apresenta mais um caso do famoso detetive Hercule Poirot - um homem baixinho e com bigodes enormes que não gera grande comoção à primeira vista. Isso até ele solucionar alguns mistérios, é claro. 

Considerei o livro muito bom. A autora consegue levar os leitores para becos sem saída. Ela apresenta um enigma que parece não ter respostas. Isso a menos que alguém esteja mentindo. Mas quem poderia ser o (a) mentiroso (a)?!

Com um desfecho muito inteligente, Assassinato no Expresso do Oriente (Resenha) é uma leitura rápida e muito recomendada. Você pode conferir minha resenha completa aqui no blog.


Filme


Lançamento: 30 de novembro de 2017
Diretor: Kenneth Branagh
Título original: Murder on the Orient Express
Elenco: Kenneth Branagh, Johnny Depp, Michelle Pfeiffer, Josh Gad, Derek Jacobi, Penélope Cruz, Willem Dafoe, Daisy Ridley
Direção: 1h49min
Sinopse: O detetive Hercule Poirot (Kenneth Branagh) embarca de última hora no trem Expresso do Oriente, graças à amizade que possui com Bouc (Tom Bateman), que coordena a viagem. Já a bordo, ele conhece os demais passageiros e resiste à insistente aproximação de Edward Ratchett (Johnny Depp), que deseja contratá-lo para ser seu segurança particular. Na noite seguinte, Ratchett é morto em seu vagão. Com a viagem momentaneamente interrompida devido a uma nevasca que fez com que o trem descarrilhasse, Bouc convence Poirot para que use suas habilidades dedutivas de forma a desvendar o crime cometido.

Confira o trailer:

O Gabinete Paralelo - Sombras de Londres #03

Autora: Maureen Johnson
Título original: The Shadow Cabinet
Tradução: Sheila Louzada
Série: Sombras de Londres
Editora: Fantástica Rocco
Páginas: 352
Onde encontrar: AmazonBr | Americanas | Cultura | Saraiva | Submarino | Travessa

| Livro cedido em parceria com o Grupo Editorial Rocco |

Sinopse: A capital britânica nunca foi tão assustadora. Os túneis subterrâneos, o Marble Arch e as galerias da rede de esgotos de Ranelagh são alguns dos principais cenários da trama de O gabinete paralelo, terceiro volume da série de mistério Sombras de Londres, de Maureen Johnson. No livro, Rory Deveraux se pergunta se não deveria ter voltado para sua pacata cidade nos Estados Unidos, depois de tudo o que viveu desde que chegou a Wexford. Não bastasse descobrir a habilidade de ver fantasmas e enfrentar uma versão moderna de Jack, o Estripador, ela agora sofre a perda de seu amor, Stephen, e teve sua melhor amiga, Charlotte, sequestrada. Mas é tarde para voltar atrás. Rory tornou-se peça-chave no esquadrão que monitora fantasmas em Londres. E enquanto tenta se recuperar de uma série de acontecimentos trágicos e lidar com todo tipo de surpresas do destino, uma terrível ameaça paira sobre a cidade, exigindo que ela mergulhe ainda mais fundo nas Sombras de Londres. 

O Gabinete Paralelo é o terceiro livro da série Sombras de Londres, escrita por Maureen Johnson - já conhecida no Brasil pelas parcerias literárias com Cassandra Clare (As Crônicas de Bane) e John Green (Deixe a Neve Cair). No exterior, a saga tem três títulos (já disponíveis no Brasil pela Rocco) e um spin-off publicados. A previsão é que o quarto volume da série seja lançado em 2018. 

ATENÇÃO!!! Essa resenha pode conter spoilers dos livros anteriores da série, O Nome da Estrela (Resenha) e No Limite da Loucura (Resenha).

Resultado Top Comentarista #Novembro + Top Comentarista #Dezembro



Olá, queridos leitores! Como vocês estão? Espero que estejam todos bem e se preparando para as festividades do final de ano: ou seja, muitos livros, Netflix e uma cama com um ventilador, porque aguentar a família será um tanto desafiador, certo? Com isso em mente, o LOHS deixou preparado um TOP especial para você poder garantir a leitura! Netflix e ventilador são por sua conta ;)

Primeiro, vejamos quem foi a sortuda que levou para casa Fortaleza Impossível e Extraordinário

O Coletor de Espíritos

Autor: Raphael Draccon
Editora: Rocco - Fantástica
Páginas: 272
Onde Encontrar: AmazonBR | Livraria Saraiva | Livraria Cultura


| Livro cedido em parceria com o Grupo Editorial Rocco |

Sinopse: Quando a chuva aflige o vilarejo de Véu-Vale pelo terceiro dia consecutivo, as ruas iluminadas por tochas ficam desertas; as janelas, uma a uma, se fecham; nesses dias, quem caminha pelas ruas de Véu-Vale caminha sozinho. Em O coletor de espíritos, novo romance de Raphael Draccon, um dos principais nomes da literatura de fantasia nacional, Gualter Handam, antigo morador do vilarejo e hoje um psicólogo prestigiado, se vê obrigado a retornar ao local que povoa seus pesadelos. Depois de tantos anos, ele terá de encarar antigos fantasmas e enfrentar uma força desconhecida e furiosa, numa jornada de sacrifício e redenção que poderá finalmente libertar todo um povo das garras do medo.

Olá leitores e leitoras! Este ano li menos livros nacionais do que gostaria (#chateada), mas vou finalizar o ano com pelo menos dois ou três autores brasileiros, e não é por falta de vontade não, e sim nossas demandas com as editoras. De qualquer forma, admiro e recomendo vários deles, entre eles o Raphael Draccon e suas séries de livros sobre dragões e fantasia em geral, meu gênero literário favorito. Agora, vamos acompanhar a resenha de seu lançamento pelo selo Fantástica, da Editora Rocco: O Coletor de Espíritos.

"Há muito tempo, afastado do mundo, existia esse lugar intocado. Rodeado por ruelas sombrias, sobrevivia de forma precária ao tempo que corria ao redor, como se todos os dias fossem iguais."

Somos apresentados a um vilarejo chamado Véu-Vale, e esse vilarejo é aqui no Brasil, num lugar remoto e perdido. Nesse lugar, as pessoas ainda vivem com a iluminação do fogo e reutilizam a água da chuva para sobreviverem, algo bem primitivo e ao mesmo tempo ecológico. Este seria um vilarejo normal, se não fosse o "terceiro dia de chuva", quando seus moradores se escondem em suas casas e se agarram a sua fé, com medo do desconhecido e dos gritos noturnos. Mesmo com esse mistério todo, as pessoas gostam de lá e vivem suas vidas "tranquilamente". Mas isso é demais para Gualter Handam.

#Li até a página 100 e... #07 O ódio que você semeia

 
 
Autora: Angie Thomas
Título original: The hate u give 
Tradução: Regiane Winarski
Editora: Galera Record

| Livro solicitado em parceria com o Grupo Editorial Record

 
Considerações finais?

Não é a toa que esse livro chegou ao primeiro lugar da Lista dos mais vendidos do New York Times logo na primeira semana de lançamento.

PRIMEIRA FRASE DA PÁGINA 100:
"- Hoje foi o dia do frango frito! - explicou ela. - Você e Maya estavam brincando sobre isso agora mesmo. O que você está tentando dizer?" Hailey

DO QUE SE TRATA O LIVRO?

Starr presenciou a morte do seu melhor amigo. Eles foram parados pela polícia. O policial atirou em Khalil três vezes. Por enquanto, as repercussões do evento não atingiram proporções nacionais, apenas o noticiário local. "Traficante é morto por policial". Não era 'suspeito de tráfico'? Mesmo que ele fosse culpado de vender drogas, isso justificaria a forma violenta pela qual foi tratado? A única testemunha de tudo o que aconteceu no fim das férias de primavera é Starr. Seu depoimento para polícia trará justiça para Khalil e sua família? E se ela escolher contar sua versão dos fatos para todos? A morte de seu amigo se tornaria uma hashtag?

#Lançamentos: Arqueiro & Sextante


Então, chegamos em dezembro!!! Quase não posso acreditar que 2017 está chegando ao fim. Muitas coisas passaram rapidamente e outras nem tanto, mas o que interessa que daqui alguns dias é Natal! 
Normalmente, a Arqueiro e a Sextante não lançam novos livros neste mês, mas parece que eles abriram uma exceção que prepararam um novo título para ser publicado ainda este ano!

#Lançamentos: Grupo Editorial Record



Novembro acabou! E em Dezembro vem o Natal (você leu com o ritmo da música? Leu sim que eu sei!) Enfim, vocês ficarão felizes ao saber que eu passei pela minha semana de provas com louvor, fechei meu semestre e finalmente estou de férias (pelo menos da universidade). Será que conseguirei mais tempo para ler? É o que veremos em breve! Enquanto isso, fiquem com esses lançamentos incríveis do Grupo Editorial Record - apenas para aumentar sua lista de leitura!



Selo Record

O maravilhoso bistrô francês, de Nina George 
A autora de A livraria mágica de Paris volta à capital francesa para contar a história de Marianne Messmann, uma mulher num casamento sem amor e não vê a hora de pôr um fim em tudo. Durante uma viagem a Paris, ela sobe na Pont Neuf e se joga no Sena, mas é salva do afogamento por um passante. No hospital, se vê inspirada por um azulejo pintado com a linda paisagem de uma cidade portuária da Bretanha e decide embarcar para lá. A convivência com os pitorescos frequentadores/funcionários de um restaurante local fará ela se redescobrir, mas o passado voltará para fazê-la decidir seu próximo passo.



A casa inventada, de Lya Luft 
Lya Luft está de volta com uma prosa poética que fala da vida, família e casa. Valendo-se de um gênero híbrido – mistura de romance, ensaio e auto ficção –, Lya Luft traça o roteiro para a casa que se quer inventada, projetando, um a um, os cômodos, elementos e detalhes necessários a esta construção: a porta de espiar, o espelho de Pandora, a sala da família, o quarto das crianças, o porão das aflições, o pátio cotidiano, o jardim dos (a)deuses.A casa é, em um primeiro entendimento, o espaço físico, expressão de seus moradores. Mas também uma metáfora da existência: morada da família e dos afetos, da amizade e dos amores, mas também da dor, das frustrações, dos traumas e até da morte, num entendimento de que tudo deve estar, harmoniosamente, ao abrigo desta casa que inventamos. 

Criaturas e Criadores, de Raphael Montes, Raphael Draccon, Carolina Munhoz e Frini Georgakopoulos
Quatro dos mais populares autores contemporâneas brasileiros, Raphael Draccon, Carolina Munhoz, Frini Georgakopoulos e Raphael Montes se uniram para reinventar os contos de terror clássicos. Frankenstein vive, e está numa favela do Rio. Rumores indicam que Drácula pode ser o dono de uma nova e badalada boate. Numa faculdade de artes, há uma lenda que diz que um fantasma ajuda belas jovens a cantar num teatro abandonado. Um mistério ronda a vida de um dentista e pai de família que está prestes a descobrir seu lado mais monstruoso. Quatro clássicos do medo reinventados por quatro escritores brasileiros para noites de sustos, terror e gritos.

O Urso e o Rouxinol - Winternight #01

Autora: Katherine Arden
Título Original: The Bear and the Nightingale: A Novel

Tradução: Eliza Nazarian
Série: Trilogia Winternight
Editora: Rocco - Fábrica 231
Páginas: 320
Onde Encontrar: AmazonBr | Livraria Saraiva | Livraria Cultura

| Livro cedido em parceria com o Grupo Editorial Rocco |
Sinopse: O Urso e o Rouxinol mistura aventura, fantasia e mitologia ao acompanhar a jornada da jovem Vasya, criada, junto aos irmãos, num vilarejo próximo de uma floresta, e que cresceu ouvindo de sua ama contos e lendas sobre criaturas que vivem nas matas e que precisam receber oferendas para manter o mal adormecido em seu interior. Mas a chegada de Anna, madrasta de Vasya vinda da capital, de hábitos católicos, e de um padre ortodoxo que resolve instituir as práticas cristãs no vilarejo, provoca uma mudança na rotina da menina e abre as portas para uma terrível catástrofe. Sensível e determinada, Vasya é a única que consegue enxergar e conversar com esses seres fantásticos e torna-se a última esperança para salvar o povoado onde nasceu da destruição.

Olá leitores e leitoras! Estou de volta de férias e com um livro muito interessante pra vocês!
O Urso e o Rouxinol, de Katherine Arden, chamou minha atenção logo de início com essa linda capa e sua premissa e resolvi pedir o livro por ser uma fantasia aparentemente leve, mas com vários pontos que me atraem, como mitologia, seres fantásticos, aventura e uma jovem personagem que promete. Será que o livro foi tão bom e gostoso de se ler quanto eu imaginei?


Sociedade da Rosa - TYE #02

Autora: Marie Lu
Título original: The Rose Society
Tradução: Rachel Agavino
Série: Jovens de Elite
Editora: Rocco - Jovens Leitores
Páginas: 336
Onde encontrar: AmazonBr | Saraiva | Submarino

| Livro cedido em parceria com o Grupo Editorial Rocco |
Sinopse: Sociedade da Rosa é o segundo volume da saga de fantasia medieval Jovens de Elite e mostra a jovem Adelina Amouteru com sede de vingança. Depois de ser renegada pela família, ela é traída por aqueles em quem confiou, e parte em busca de outros malfettos — sobreviventes da febre do sangue que, como ela, possuem dons fantásticos —, para formar um exército próprio e combater a Inquisição do Eixo. Mas o ódio e o medo que a alimentam podem levá-la por caminhos perigosos, e uma oferta tentadora vai testar a verdadeira natureza dos seus poderes e de sua personalidade. Uma sequência de tirar o fôlego para uma saga épica.

A continuação perfeita para Jovens de EliteSociedade da Rosa é o segundo volume dessa trilogia maravilhosa de Marie Lu. Se você ler a sinopse escolhida pela Rocco, terá spoilers do primeiro livro. Eu optei por colocar a sinopse do Skoob para vocês, porque acredito que ter logo de cara informações pesadas do primeiro livro não seria um incentivo àqueles que ainda não conhecem esse universo sombrio e fascinante criado por Marie Lu. Dito isso, aviso a vocês - leitores que possam ainda não ter colocado suas mãozinhas em Jovens de Elite - que dividirei essa resenha em duas partes. Uma apenas com um comentário geral a respeito desse segundo volume, e outra parte, mais detalhada, com informações do primeiro livro que preciso para explicar a loucura que foi essa continuação. Espero que vocês gostem e, por favor, leiam para eu poder escrever a resenha de Estrela da Meia-Noite (o último volume da trilogia) sem me preocupar em assustá-los!
"Era uma vez uma menina que teve um pai, um príncipe, uma sociedade de amigos. Então, eles a traíram e ela destruiu a todos." Adelina, p. 8

Sem spoilers de Jovens de Elite

Sem. or. Que livro maravilho, sombrio e envolvente. Por mais perturbador que seja estar dentro da mente de Adelina, sua história é gloriosa. Como disse na resenha anterior, Adelina não se importa com o mundo. Ela se importa consigo mesma e com seus desejos de vingança. Ela jurou vingar-se contra a Inquisição e Terran Santoro, o Inquisidor Chefe. Em sua busca incessante por uma chance de grandeza, Adelina procurará aliados: outros Jovens de Elite poderosos, lendas - para que possam voltar a Kenettra e reclamar o sangue que acredita ser seu direito derramar.

Muitas pessoas lutarão pelo trono da cidade. Outras rainhas, outros malfettos, outras causas aparecerão nesse segundo volume. As ligações entre Adelina e o mundo se tornam cada vez mais frágeis. "É estranho, de verdade, olhar para toda essa alegria. O que eu faço com ela? Ela não alimenta a minha energia." Adelina, p. 12 A escuridão de seu poder ameaça tomá-la. O medo e o desespero que preencherão seu caminho são ótimos combustíveis para a narrativa.

As outras personagens apresentada no livro são incríveis e formam um conjunto sensacional para o desenrolar dessa história. A guerra pelo trono, pelos direitos de cada cidadão, pela luta contra os maus-tratos aos malfettos somado à narração única de Adelina formam um conjunto com você nunca leu antes.

"A partir de agora, eu ataco primeiro." Adelina, p. 15

Confesse

Autora: Colleen Hoover
Título original: Confess 
Tradução: Priscila Catão
Editora: Galera Record
Páginas: 328
Onde encontrar: AmazonBr | Americanas | Cultura | Saraiva | Submarino | Travessa

| Livro cedido em parceria com o Grupo Editorial Record |


Sinopse: Um romance sobre arriscar tudo pelo amor — e sobre encontrar seu coração entre a verdade e a mentira. Da autora das séries Slammed e Hopeless.
Auburn Reed perdeu tudo que era importante para ela. Na luta para reconstruir a vida destruída, ela se mantém focada em seus objetivos e não pode cometer nenhum erro. Mas ao entrar num estúdio de arte em Dallas à procura de emprego, Auburn não esperava encontrar o enigmático Owen Gentry, que lhe desperta uma intensa atração. Pela primeira vez, Auburn se vê correndo riscos e deixa o coração falar mais alto, até descobrir que Owen está encobrindo um enorme segredo. A importância do passado do artista ameaça acabar com tudo que Auburn mais ama, e a única maneira de reconstituir sua vida é mantendo Owen afastado.

Colleen Hoover é uma das escritoras que mais gosto no gênero New Adult. Como foi assistente social antes dos livros mudarem sua vida completamente, a trama de suas histórias consegue sempre envolver dramas reais e que nos tocam de alguma forma. Por isso, eu coloco todos os títulos que ela escreveu na lista dos meus desejados - sem nem precisar ler as sinopses.

E foi exatamente o que aconteceu com Confesse. Eu soube que a autora estava lançando o livro, mas nem me preocupei em descobrir sobre o que se tratava a história. Depois a obra ficou mais famosa ainda ao ganhar a adaptação em formato de série - já finalizada - com sete episódios, que está disponível gratuitamente pelo site go90.com (que infelizmente só funciona no Estados Unidos). Mas, obviamente, já existe opções piratas para encontrar os episódios online.

Confira o trailer legendado da minissérie:


Assim que a editora Galera anunciou o lançamento do livro no Brasil, eu já estava quicando de desejo de conferir mais uma história da Colleen Hoover. Infelizmente, o título demorou um pouco para chegar até minha casa - minha ansiedade já tinha até esquecido do dito cujo. Mas, é claro que logo que coloquei minhas mãozinhas já passei na frente de todos os outros livros que estavam na fila. 

Lady Whistledown Contra-Ataca - Lady Whistledown #02

Autoras: Julia Quinn, Mia Ryan, Suzanne Enoch e Karen Hawkins
Título original: Lady Whistledown Strikes Back
Tradução: Marcelo Schild, Rachel Agavino, Maria Carmelita Dias e Janaína Senna
Série: Lady Whistledown
Editora: Arqueiro
Páginas: 352

| Livro cedido em parceria com a editora Arqueiro |

Sinopse: Com a participação especial da famosa cronista da sociedade criada por Julia Quinn, Lady Whistledown contra-ataca é formado pelas narrativas curtas de quatro escritoras consagradas, tendo como fio condutor o roubo de uma pulseira milionária. Seus contos são como pérolas que se unem e formam uma peça de valor inestimável.
Quem roubou o bracelete de lady Neeley?Terá sido o caça-dotes? O apostador? A criada? Ou o libertino? Londres está fervendo com as especulações, mas, se ainda restam muitas dúvidas, pelo menos uma coisa é certa: um desses quatro está envolvido no crime.Crônicas da sociedade de lady Whistledown, maio de 1816 Julia Quinn encanta...Um belo caçador de fortunas foi enfeitiçado pela debutante mais desejada da temporada. Agora ele precisa provar que o que deseja é o coração da jovem, não o dote dela.
Mia Ryan delicia...Uma criada adorável e espirituosa está deslumbrada com as atenções românticas que tem recebido de um charmoso conde. Mas um relacionamento entre eles seria escandaloso e poderia arruinar a reputação dos dois.
Suzanne Enoch fascina...Uma jovem inocente que passou a vida evitando escândalos de repente se vê secretamente cortejada pelo maior libertino de Londres.
Karen Hawkins seduz...Um visconde que vaga sem destino volta para casa para reacender o fogo da paixão de seu casamento, mas descobre que sua linda e decidida esposa não será conquistada tão facilmente.

Aqui estou eu de volta com mais um romance de época! Como havia comentado anteriormente aqui no blog, a editora Arqueiro lançou praticamente ao mesmo tempo duas duologias da Julia Quinn. A primeira foi a saga Agentes da Coroa e a segunda recebeu o nome de Lady Whistledown, famosa cronista da série Os Bridgertons.

O primeiro livro dessa nova duologia publicado pela editora, Lady Whistledown Contra-Ataca, é na verdade o segundo título da saga. Mas, como os dois livros dessa saga são histórias fechadas e sem conexão, não há problema algum ler fora da ordem. Até porque a editora já confirmou que em breve trará a outra obra que forma a duologia, com o título de Nada Escapa a Lady Whistledown.


Lady Whistledown Contra-Ataca é um livro que reúne quatro contos de quatro escritoras diferentes (Julia Quinn, Mia Ryan, Suzanne Enoch e Karen Hawkins), sendo que todas as histórias são interligadas por um acontecimento único: o roubo da pulseira de lady Neeley durante um dos maiores eventos da temporada em Londres.

Mulher-Maravilha: Sementes da Guerra - Lendas da DC #01

Autora: Leigh Bardugo
Título original: Wonder Woman – Warbringer
Tradução: Mariana Serpa
Série: Lendas das DC
Editora: Arqueiro
Páginas: 400
Onde encontrar: AmazonBr | Saraiva | Submarino

| Livro cedido em parceria com a Editora Arqueiro |
Sinopse: Antes de se tornar a Mulher-Maravilha, ela era apenas Diana.
Filha da deusa Hipólita, Diana deseja apenas se provar entre suas irmãs guerreiras. Mas quando a oportunidade finalmente chega, ela joga fora sua chance de glória ao quebrar uma lei das amazonas e salvar Alia Keralis, uma simples mortal.
No entanto, Alia está longe de ser uma garota comum. Ela é uma semente da guerra, descendente da infame Helena de Troia, destinada a trazer uma era de derramamento de sangue e miséria. Agora cabe a Diana salvar todos e dar seu primeiro passo como a maior heroína que o mundo já conheceu.

Lançado no começo de Novembro, vocês esperariam que - como devota que sou da Mulher-Maravilha - eu lesse esse livro em dois dias, certo? Errado! O que conhecemos de Leigh Bardugo com a Trilogia Grisha não é o que devemos esperar para este young-adult. Talvez por isso eu tenha demorado um pouco para engrenar na leitura... Porém, isto não significa que este não seja um livro muito bem escrito e digno de Diana, Princes... Diana Prince, nossa queria Mulher-Maravilha!

Com a recente expansão do universo cinematográfico da DC (além das diversas séries da Warner), não é de se espantar que o mundo literário não tenha convocado um time de peso para escrever a versão jovem de quatro personagens incríveis do universo DC, são elas: Mulher-Maravilha (Leigh Bardugo - Sombra e Ossos), Batman (Marie Lu - Legend e Jovens de Elite), Mulher-Gato (Sarah J. Maas - Trono de Vidro e Corte de Espinhos e Rosas) e Superman (Matt de la Pena - série Infinity Ring). Os títulos dos três primeiros livros já foram divulgados! Wonder Woman: Warbringer, Batman: Nightwalker, CatWoman: Soulstealer.

Mulher-Maravilha provavelmente foi o primeiro a ser escolhido, porque a personagem está arrasando no universo cinematográfico, ganhando vida pela Gal Gadot!, com Batman vs. Superman, Mulher-Maravilha (melhor filme do ano!), e mais recentemente, Liga da Justiça. Inspiração para todas as mulheres, Diana parece agora como um ícone para nossas jovens! Vejamos como Leigh deu vida a essa versão youg-adult da heroína!


O Príncipe Corvo - Trilogia dos Príncipes #01

Autora: Elizabeth Hoyt
Título original: The Raven Prince
Tradução: Ana Resende
Série: Trilogia dos Príncipes
Editora: Record
Páginas: 350

| Livro cedido em parceria com o Grupo Editorial Record |

Sinopse: Ao descobrir que o conde de Swartingham visita um bordel para atender suas “necessidades masculinas”, Anna Wren decide satisfazer seus desejos femininos... com o conde como seu amante.
Chega uma hora na vida de uma dama...
Anna Wren está tendo um dia difícil. Depois de quase ser atropelada por um cavaleiro arrogante, ela volta para casa e descobre que as finanças da família, que não iam bem desde a morte do marido, estão em situação difícil.
Em que ela deve fazer o inimaginável...
O conde de Swartingham não sabe o que fazer depois que dois secretários vão embora na calada da noite. Edward de Raaf precisa de alguém que consiga lidar com seu mau humor e comportamento rude.
E encontrar um emprego.
Quando Anna começa a trabalhar para o conde, parece que ambos resolveram seus problemas. Então ela descobre que ele planeja visitar o mais famoso bordel em Londres para atender a suas necessidades “masculinas”. Ora! Anna fica furiosa — e decide satisfazer seus desejos femininos… com o conde como seu desavisado amante.

Estava muito curiosa para conhecer os romances de época de Elizabeth Hoyt porque ela é sempre uma recomendação constante de Eloisa James, uma das escritoras do gênero que mais gosto. Aliás, na obra Quando a Bela Domou a Fera (publicado pela editora Arqueiro no Brasil), Eloisa cita um lugar muito importante da história de O Príncipe Corvo. Acho sempre muito interessante quando as autoras amigas fazem esses tipos de citações.

O Príncipe Corvo é o primeiro da Trilogia dos Príncipes, sendo que os três volumes já foram publicados no Brasil pela editora Record. O lado bom é que acabei de receber em casa o segundo título da série, O Príncipe Leopardo, e já estou esperando chegar o terceiro também. Então, prometo trazer resenha da trilogia completa assim que for possível! :D

Trilogia dos Príncipes

O livro nos apresenta a jovem viúva Anna Wren que está passando por dificuldades. Desde a morte do marido, as finanças já não iam muito bem, mas agora estão em uma situação muito complicada. Como Anna é responsável pela sogra e por uma garota órfã que acolheu, ela toma a difícil decisão de fazer algo bem vergonhoso para sua posição: arrumar um emprego.

Seguidores

No Instagram @bloglohs

Vem pro Facebook