A Rainha do Sul

Autor: Arturo Pérez-Reverte
Título original: La Reina del Sur
Tradução: Antonio Fernando Borges
Editora: Record
Páginas: 518
Onde encontrar: AmazonBr | Americanas | Cultura | Saraiva | Submarino

| Livro cedido em parceria com o Grupo Editorial Record |

Sinopse: Teresa Mendonza nasceu em Culiacán, no México. Pobre e com pouco estudo, foi estuprada e quase morta depois de o namorado, piloto de avião que trabalhava para o cartel local, ser assassinado pelo chefe do tráfico. A jovem então se vê forçada a fugir para a Espanha, onde seu instinto criminoso vem à tona. Lá, ela não tem escolha a não ser aceitar uma realidade impiedosa, na qual não há bem ou mal, e sim o reflexo de um universo cruel, onde matar, morrer, enganar e corromper faz parte do cotidiano. Agora, a Mexicana, como é chamada no submundo do crime e pela imprensa, é a traficante mais poderosa da Espanha, dona de um império camuflado de transporte de drogas na Costa do Sol. Uma história de corrupção, amor e intriga que nos revela o melhor e o pior que existe no ser humano. Pérez-Reverte cria um retrato perfeito do submundo do tráfico na Espanha mesclando fatos e ficção, sexo, drogas e violência, numa narrativa avassaladora. A saga épica de Teresa Mendonza atravessa décadas e continentes numa história repleta de sensualidade, crueldade, amor, traição, vida e morte.

Algo que não costumo comentar sobre mim, nem por vergonha nem por falta de interesse, é o fato de eu ser noveleira. Não, não vejo novelas da Globo. Eu vejo novelas mexicanas. Várias. Tipo muitas.

Desse modo eu não tinha como deixar essa oportunidade passar. Assim que vi A Rainha do Sul como uma opção de leitura, pensei “gosto de novela > gosto de livro > livro que deu origem à novela de que eu gosto > quero”. 

Não sei quantas pessoas chegaram a ver aqui no Brasil a versão em novela A Rainha do Tráfico e a sua versão em série (com a Alice Braga, diga-se de passagem) A Rainha do Sul¸ mas eu vi e me apaixonei pelas personagens. Por isso precisava ler. 

Em termos gerais, a história conta a trajetória conturbada e perigosa de Teresa Mendoza, conhecida como “a mexicana”. Sua vida dá uma guinada quando Ruço, seu marido aviador — que trabalha para os chefões do tráfico em Sinaloa — é morto. Sem tempo a perder, Teresa precisa fugir. E rápido.

O telefone tocou e ela compreendeu que iam matá-la. [...] Porque os contrabandistas, [...] esses não perdoam nada. Ruço tinha usado as mesmas palavras, rindo como costumava fazer, enquanto lhe acariciava a nuca e lhe atirava o telefone no colo. Se um dia ele tocar, é porque eu estarei morto. Então corra. O mais que puder, neguinha. Corra e não pare, porque eu não estarei ali para ajudar. E, se chegar viva aonde quer que seja, vire uma tequila em minha memória. Pelos bons momentos, minha flor. Pelos bons momentos.     P. 9-10

#Literatura nas Telas: Dom Casmurro vs. Capitu




Como sabem, curso Letras. E uma das coisas mais incríveis no curso é poder notar meu amadurecimento como leitora. Porque é isso que fazemos: lemos, lemos e relemos, para podermos analisar e escrever a respeito de grandes autores que viveram há duzentos anos. A sobrevivência de certas obras ainda consegue me deixar intrigada. Por que ainda lemos - para citar alguns ainda mais distantes - Odisseia, os contos de fadas, Romeu e Julieta? O que existe nessas histórias que as fazem sobreviver a séculos de desenvolvimento tecnológico e mudanças de estilos narrativos? 

Uma boa resposta, com a qual eu me acostumei, é a de que esses livros possuem peculiaridades, temas, personagens, questões, cujas respostas ainda não satisfazem o ser humano. As grandes aventuras mitológicas de Ulisses, os elementos mágicos e trágicos de histórias que conhecemos até hoje, ou então, o amor impossível dos amantes desafortunados, são temas que lidam além da aventura, do maravilhoso ou do amor. Cada obra que sobrevive o faz por conta de dois motivos: em primeiro lugar, por causa da edição de um novo volume; em segundo, por conta da forma como toca seus leitores.

O que pode existir de tema universal na história de um velho carrancudo, então?, você pode estar se perguntando. Admiráveis leitores, Dom Casmurro deve ter a história de amor mais louca que já existiu. E um dos maiores mistérios da literatura brasileira até hoje: Capitu traiu ou não Bentinho? O que nos impressiona no livro de Machado não é a história de seu Dom, mas a forma como ele a narra: a escolha de palavras, a estruturação da narrativa e dos capítulos, até mesmo as personagens secundárias que estão lá refletindo a personalidade do protagonista. Enfim, são esses vários elementos que circundam a história que a faz ser completamente intrigante.

O Coração da Esfinge - Deuses do Egito #02

Autora: Colleen Houck 
Título original: Recreated
Tradução: Alves Calado 
Série: Deuses do Egito
Editora: Arqueiro
Páginas: 368
Onde encontrar: AmazonBr | Americanas | Cultura | Saraiva | Submarino | Travessa

| Livro cedido em parceria com a Editora Arqueiro |

Sinopse:
Lily Young achou que viajar pelo mundo com um príncipe egípcio tinha sido sua maior aventura. Mas a grande jornada de sua vida ainda está para começar.
Depois que Amon e Lily se separaram de maneira trágica, ele se transportou para o mundo dos mortos – aquilo que os mortais chamam de inferno. Atormentado pela perda de seu grande e único amor, ele prefere viver em agonia a recorrer à energia vital dela mais uma vez.
Arrasada, Lily vai se refugiar na fazenda da avó. Mesmo em outra dimensão, ela ainda consegue sentir a dor de Amon, e nunca deixa de sonhar com o sofrimento infinito de seu amado. Isso porque, antes de partir, Amon deu uma coisa muito especial a ela: um amuleto que os conecta, mesmo em mundos opostos.
Com a ajuda do deus da mumificação, Lily vai descobrir que deve usar esse objeto para libertar o príncipe egípcio e salvar seus reinos da escuridão e do caos. Resta saber se ela estará pronta para fazer o que for preciso.
Nesta sequência de O despertar do príncipe, o lado mais sombrio e secreto da mitologia egípcia é explorado com um romance apaixonante, cenas de tirar o fôlego e reviravoltas assombrosas.

O Coração da Esfinge é um livro que eu desejava há MUITO tempo! Para ser mais exata, desde setembro de 2015 (um ano completo) quando li e me apaixonei por O Despertar do Príncipe (Resenha), primeiro livro da trilogia Deuses do Egito. Então, imaginem a ansiedade!!

A obra é escrita pela autora best-seller Colleen Houck (confira nossa entrevista com ela aqui no blog), criadora da série Tigres (A Maldição do Tigre, O Resgate do Tigre, A Viagem do Tigre, O Destino do Tigre, A Promessa do Tigre) que ainda não foi concluída e já teve os direitos vendidos à Paramount Pictures.

Esfinge de Gizé

Em O Despertar do Príncipe (Resenha), Colleen nos apresentou a jovem Lily que teve sua vida mudada ao cruzar com Amon, um príncipe egípcio que tem como dever ressuscitar a cada mil anos para realizar um ritual - junto de seus dois irmãos - que irá manter o mundo protegido do maligno deus Seth. Entre uma grande aventura recheada de perigos, seres malvados e riscos de morte, Amon e Lily se apaixonaram perdidamente. 
Infelizmente, esse romance já estava fadado desde o início à tragédia e, no fim do primeiro livro, os dois se separaram de forma trágica. 

#Sorteio de Aniversário: 5 anos Além da Contracapa


No aniversário de 5 anos do Além da Contracapa quem ganha os presentes são os nossos leitores. Para isso, nós convidamos vários blogs amigos e as nossas editoras parceiras para fazer uma super promoção (não deixe de acessar o Além da Contracapa para conferir todos os prêmios). A todos vocês, o nosso muito obrigado e aproveitem a festa! 

Regulamento:

A promoção terá início no dia 22 de setembro e término no dia 22 de outubro.

Para participar, basta preencher os formulários abaixo, usando sua conta do Facebook ou seu e-mail, e ter um endereço de entrega no Brasil.

Todas as entradas são opcionais.

O resultado será divulgado no blog e nas redes sociais até três dias após o encerramento da promoção, sendo que o sorteado será contatado por e-mail, tendo o prazo de 48 horas para fornecer seus dados e o blog se responsabiliza por confirmar o recebimento das informações. 




O Último Reino - As Crônicas Saxônicas #01

Autor: Bernard Cornwell
Título Original: The Last Kingdom
Tradução: Alves Calado
Série: As Crônicas Saxônicas
Editora: Grupo Editorial Record
Páginas: 364
Onde Encontrar: AmazonBr | Submarino | Livraria Saraiva
Sinopse: O Último Reino é o primeiro romance de uma série que contará a história de Alfredo, o Grande, e seus descendentes. Aqui, Cornwell reconstrói a saga do monarca que livrou o território britânico da fúria dos vikings. Pelos olhos do órfão Uthred, que aos 9 anos se tornou escravo dos guerreiros no norte, surge uma história de lealdades divididas, amor relutante e heroísmo desesperado. Nascido na aristocracia da Nortúmbria no século IX, Uthred é capturado e adotado por um dinamarquês. Nas gélidas planícies do norte, ele aprende o modo de vida viking. No entanto, seu destino está indissoluvelmente ligado a Alfred, rei de Wessex, e às lutas entre ingleses e dinamarqueses e entre cristãos e pagãos.
Olá leitores e leitoras. Escolhi resenhar este livro primeiramente porque leria qualquer coisa que o Cornwell escrevesse. Qualquer coisa. E também porque ainda não havia publicado aqui no blog nada sobre ele e seus livros. Como assim? O idolatro há anos. Tenho uma parte da estante tomada por seus livros, e ele é incrível. Mas, a hora chegou e vamos a sua primeira resenha!


Jane Eyre

Autora: Charlotte Brontë
Título Original: Jane Eyre
Tradução: Heloisa Seixas
Editora: BestBolso
Páginas: 528
Onde encontrar: AmazonBr AmericanasCultura | Saraiva | Submarino

Sinopse: Jane Eyre é uma menina órfã que vive com sua tia, a sra. Reed, e seus primos, que sempre a maltratam. Até que, cansada do convívio forçado com a sobrinha de seu falecido esposo, a mulher envia Jane a um colégio para moças, onde ela cresce e se torna professora. Com o tempo, cresce nela a vontade de expandir seus horizontes. Ela põe um anúncio no jornal em busca de trabalho como governanta. O anúncio é respondido pela senhora Fairfax, e Jane parte do colégio para trabalhar em Thornfield Hall. Lá, ela conhece seu patrão, o sr. Rochester, um homem brusco e sombrio, por quem se apaixona. Mas um grande segredo do passado se interpõe entre eles.

Já havia falado de Jane Eyre uma vez, há muito tempo, e bem brevemente. Mesmo assim, já ficou claro meu amor por esse livro no pouco espaço que tive para falar dele.

No cenário dos romances de época, quase sempre somos cercados pelas séries atuais, que retomam o século XIX, ou por clássicos de Jane Austen e da infalível Emily Brontë, de fato publicados na primeira metade dos 1800. Sobra pouco tempo para se falar do que foi o sucesso imediato de Jane Eyre, e é por ele que estou aqui.

Publicado pela primeira vez em 1847, a história segue a trajetória da vida de Jane Eyre, a heroína do romance. Sendo um texto denso e extenso, vou tentar resumir a obra à minha maneira. Sempre que penso no livro como um todo, separo-o, na minha cabeça, em três fases: a infância de Jane na casa de seus tios, o período em que estuda em Lowood até a juventude, e a vida adulta até o desfecho, todas elas muito caracterizadas — e subdivididas - pelo espaço físico em que as cenas se configuram. 

A maneira mais fácil de descrever o início seria compará-lo com Cinderella: órfã, vive na casa de parentes que não a cuidam bem, principalmente seus primos mais velhos (o equivalente às irmãs malvadas no conto de fadas), sofrendo constantes maus-tratos.

Fiz o que ele mandava, sem entender, no início, o que John pretendia. Mas quando o vi suspender o livro, preparando-se para atirá-lo longe, instintivamente dei um pulo para o lado, soltando um grito de susto. Mas já era tarde. O volume foi arremessado, bateu em mim e eu caí, dando com a cabeça na porta e sofrendo um corte. O corte sangrou, a dor era aguda. Meu terror foi além do limite, e outros sentimentos se sucederam.
P. 19

Cretina Irresistível - Cretino #1.5



Autora: Christina Lauren 
Título original: Beautiful Bitch
Tradução: Felipe Vieira
Série: Cretino
Editora: Universo dos Livros
Páginas: 124
Onde encontrar: AmazonBr | Submarino | Saraiva
Classificação: +16
Sinopse: O intenso relacionamento entre Chloe Mills e Bennett Ryan de Cretino Irresistível continua ainda mais ardente e sensual. Agora que a carreira de Chloe está decolando, ela não tem tempo para mais nada e insiste em recusar as investidas de Bennett para passarem um tempo a sós. Ele nunca foi do tipo que aceita um não como resposta e essa disputa resulta em uma ardente relação de amor e obsessão. 

Cretina Irresistível é um conto, lançado nos EUA como uma novella, uma história curta a respeito de personagens que conhecemos em Cretino Irresistível. Bennet e Chloe estão firmados como um casal, porém sua vida extremamente agitada, por conta do novo emprego, impede que os dois passem algum tempo juntos. 

Eu li esse livrinho em pouquíssimo tempo. Então trarei uma resenha super rápida, ok? Ele cobre a história de Chole e Bennett exatamente da momento em que terminamos Cretino até o começo da vida dos dois em Nova York, onde a nova filial da Ryan Media Group será inaugurada. A narração continua dividida entre nossos dois protagonistas completamente loucos, que estão em um relacionamento que eu não tenho ideia de como funciona.
“Nunca se apaixone por alguém que coloque você em primeiro lugar. Encontre alguém que seja tão destemida e energética quanto você. Encontre uma mulher que faça você querer ser uma pessoa melhor.” Bennett, pos. 21

#Divulgação: Vamos ajudar a Teca a lançar Je T’aime, Paris!!


Olá, leitores do #LOHS!!

Hoje eu vim em uma missão mega especial!! Tam tam tam!!!

Minha grande amiga, Teca Machado (do blog Casos Acasos & Livros), está pedindo uma ajudinha para lançar seu segundo livro: Je T’aime, Paris!!


Para quem não a conhece ainda, seu primeiro livro I Love New York (Resenha) é um chick-lit engraçado e brasileiro - apesar do título e do cenário internacional - muito recomendado por mim (Carolina)!! :D

O Herói Improvável da Sala 13B

Autora: Teresa Toten
Título original: The Unlikely Hero of Room 13B
Tradução: Rodrigo Abreu
Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 320
Onde encontrar: AmazonBr | Americanas | Cultura | Saraiva | Travessa

| Livro cedido em parceria com o Grupo Editorial Record |

Sinopse: Adam Spencer Ross, 14 anos, precisa lidar todos os dias com os problemas que resultam do divórcio dos pais e das necessidades de um meio-irmão amoroso, mas totalmente carente. Acrescente os desafios de seu TOC e é praticamente impossível imaginar que um dia ele se apaixonará. Mas, quando conhece Robyn Plummer no Grupo de Apoio a Jovens com TOC, ele fica perdido e desesperadamente atraído por ela. Robyn tem uma voz hipnótica, olhos azuis da cor do céu revolto e uma beleza estonteante que faz o corpo de Adam doer. Adam está determinado a ser o Batman para sua Robyn, mas será possível ter uma relação “normal” quando sua vida está longe de ser isso?

Gosto muito de ler histórias de pessoas diferentes. Me agrada tentar compreender aqueles que não enxergam o mundo da mesma forma que eu, sendo que, para alguns, a vida é muito mais difícil e complicada.

Teresa Toten
O Herói Improvável da Sala 13B me chamou a atenção pela sinopse fofa e delicada, apresentando um adolescente com muitos problemas psicológicos e familiares, mas que ainda almeja coisas “normais” da vida. Principalmente após se apaixonar. O segundo detalhe a me fazer desejar o livro foi a autora: Teresa Toten. A escritora é conhecida por histórias com personagens não tão comuns e muitas de suas obras já receberam vários prêmios internacionais, incluindo O Herói Improvável da Sala 13B!

Sendo assim, quero apresentar aos leitores do #LOHS ao incrível Adam Spencer Ross, um adolescente de 14 anos que não tem uma vida muito comum. Isso porque Adam sofre de TOC (ele está fazendo terapia) e sua mãe é uma acumuladora (como aquelas pessoas que aparecem nos programas de TVs que não conseguem nem andar mais na casa de tanta coisa acumulada). Além disso, ainda tem seu meio-irmão (filho do segundo casamento do pai) que é completamente carente e necessita do Adam o tempo todo, o pai não o compreende - mas ele tenta pelo menos - e a madrasta que sempre precisa de ajuda para lidar com o filho que só consegue ficar calmo perto do Adam. 
Enfim, é uma situação complicada.

#Resultado: Sorteio de Aniversário #LOHS - 2 anos


Finalmente saiu, galera! O resultado que todos estavam esperando! Pedimos desculpas pela demora, mas passamos pela Bienal recentemente e nossa vida é bem louca e mal temos tempo para dormir. 
Felizmente, o cosmos resolveu nos ajudar e conseguimos sortear os cinco leitores mais sortudos do planeta! O #LOHS agradece a cada um de vocês que participaram! 

Vamos aos resultados?!

#Especial: XXIV Bienal do Livro de São Paulo - Entrevista Lucinda Riley



Como não podia faltar em nosso Especial da Bienal do Livro deste ano, trouxemos uma entrevista exclusiva com a queridíssima Lucinda Riley!!!

Sucesso mundial, Lucinda já vendeu mais de 8 milhões de livros no mundo!! Best-Sellers do jornal The New York Times, os livros da escritora já foram traduzidos para 22 línguas e publicados em 36 países.

Lucinda Riley no Bate-Papo da Bienal
A autora irlandesa que é apaixonada pelo Brasil, voltou este ano (2016) para participar da Bienal do Livro em São Paulo. Mas como a editora Arqueiro - responsável pela vinda da escritora e pelos novos livros dela publicados aqui no país - é muito legal, eles também a levaram para uma turnê por mais três cidades brasileiras (Recife, Rio de Janeiro e Curitiba) para comemorar o lançamento do livro da série As Sete Irmãs, A Irmã da Sombra (terceiro volume da saga) e também o relançamento dos dois primeiros títulos com novas capas: As Sete Irmãs e A Irmã da Tempestade.

Nós estivemos presentes na sessão de autógrafos aqui em São Paulo e, com a ajuda da equipe incrível da editora Arqueiro (obrigada, pessoal!!!!), preparamos algumas perguntinhas para essa fofura em formato de gente e o resultado você confere abaixo!!!

Inferno no Colégio Interno - Desventuras em Série #05

Autor: Lemony Snicket
Título Original: The Austere Academy
Tradução: Carlos Sussekind
Série: A Series of Unfortunate Events
Editora: Seguinte
Páginas: 200
Onde encontrar: AmazonBr | Cultura | Saraiva

Sinopse: Nada de aventuras emocionantes com final feliz: Violet, Klaus e Sunny Baudelaire são legais e inteligentes, mas a vida deles está repleta de má sorte e infelicidade. Em Inferno no colégio interno, os três irmãos enfrentam caranguejos, provas hiper-rigorosas e os castigos de um internato.O colégio se transformou em mais um desastroso episódio de suas vidas horríveis. Desta vez, eles precisam escapar de fungos gotejantes e assistir a recitais de violinos, além de entender o complicado sistema métrico e suportar os exercícios de D.O.R.Violet, Klaus e Sunny têm o poder de atrair desgraças. Quem gosta de histórias alegres não deve nem abrir este livro, avisa o autor, pois as histórias dos Baudelaire são sempre uma desventura pior do que a outra. Em 2005, Jim Carrey estrelou uma versão cinematográfica dos três primeiros livros da série, no papel de conde Olaf.

E mais uma vez nos encontramos com os três Baudelaire. Depois do desfecho grotesco, porém similar em forma, do volume anterior, os irmãos embarcam em outra desventura, para outro lar adotivo com outros adultos detestáveis. Estão prontos?

Mal sabe Sunny...

Corte de Névoa e Fúria - ACOTAR #2

Autora: Sarah J. Maas
Título original: A Court of Mist and Fury
Tradução: Mariana Kohnert
Série: Corte de espinhos e rosas
Editora: Galera Record
Páginas: 658
Onde encontrar: AmazonBr | Saraiva | Sumbarino


Sinopse: Nessa continuação, a jovem humana que morreu nas garras de Amarantha, Feyre, assume seu lugar como Quebradora da Maldição e dona dos poderes de sete Grão-Feéricos. Seu coração, no entanto, permanece humano. Incapaz de esquecer o que sofreu para libertar o povo de Tamlin e o pacto firmado com Rhys, senhor da Corte Noturna. Mesmo assim, ela se esforça para reconstruir o lar que criou na Corte Primaveril. Então por que é ao lado de Rhys que se sente mais plena? Peça-chave num jogo que desconhece, Feyre deve aprender rapidamente do que é capaz. Pois um antigo mal, muito pior que Amarantha, se agita no horizonte e ameaça o mundo de humanos e feéricos.

Antes de mais nada, eu gostaria de avisar a todos vocês que essa resenha está cheia de amor, devoção e sentimentos. Se tem alguém que eu admiro nessa vida, essa pessoa é a Sarah J. Maas. O trabalho dela é incrível e lindo e mágico e não para de me surpreender a cada novo livro novo. Eu li A Court of Mist and Fury em maio, quando foi lançado nos EUA, e amei cada pedaço, chorei e me aventurei com Feyre em sua nova jornada. Esse é o meu livro favorito da Sarah (perceba que eu tenho muitos para escolher, porém é esse que continua a me emocionar, não importa quantas vezes eu o leia). 

Antes deu começar a falar dessa história, notemos o sério compromisso que a Galera Record tem conosco, fãs e devotos de Sarah. O trabalho perfeito de capa e diagramação de Corte de Espinhos e Rosas foi mantido em Corte de Névoa e Fúria; a capa ficou ainda mais linda (vocês repararam no casal se beijando ao fundo?) e os arabescos novos, então? Eu estou enlouquecida com essa perfeição. Outro detalhe a destacar é o número de páginas: ACOMAF é maior, ou seja, mais feels; a lombada aguentou, o tanto que eu abri esse livro e a lombada nem trincou, então, parabéns Galera! Por fim, a revisão desse volume estava muito melhor! Foram poucos os erros que eu peguei, então aposto que o terceiro livro sairá perfeito!

Vamos à resenha, sim?

“- Às pessoas que olham para as estrelas e desejam, Rhys.
- Às estrelas que ouvem e aos sonhos que são atendidos.” Feyre e Rhys, p. 356

#Lançamentos: Grupo Editorial Rocco


Oi, pessoal! Estou aqui para mais uma rodada de lançamentos do Grupo Editorial Rocco! Temos alguns bem interessantes esse mês, então não deixem de dar uma olhadinha e comentar aqui quais querem ler! 

Belgravia

Autor: Julian Fellowes
Título original: Belgravia
Tradução: Rachel Agavino
Editora: Intrínseca
Páginas: 432
Onde encontrar: AmazonBr | Americanas | Cultura | Saraiva | Submarino | Travessa

| Livro cedido em parceria com a editora Intrínseca |

Sinopse: Uma nova saga histórica, fascinante e irresistível, repleta de segredos e escândalos.
Ambientada nos anos 1840, quando os altos escalões da sociedade londrina começam a conviver com a classe industrial emergente, e com um riquíssimo rol de personagens, a saga de Belgravia tem início na véspera da Batalha de Waterloo, em junho de 1815, no lendário baile oferecido em Bruxelas pela duquesa de Richmond em homenagem ao duque de Wellington.
Pouco antes de uma da manhã, os convidados são surpreendidos pela notícia de que Napoleão invadiu o país. O duque de Wellington precisa partir imediatamente com suas tropas. Muitos morrerão no campo de batalha ainda vestidos com os uniformes de gala.
No baile estão James e Anne Trenchard, um casal que fez fortuna com o comércio. Sua bela filha, Sophia, encanta os olhos de Edmund Bellasis, o herdeiro de uma das famílias mais proeminentes da Bretanha. Um único acontecimento nessa noite afetará drasticamente a vida de todos os envolvidos. Passados vinte e cinco anos, quando as duas famílias estão instaladas no recente bairro de Belgravia, as consequências daquele terrível episódio ainda são marcantes, e ficarão cada vez mais enredadas na intrincada teia de fofocas e intrigas que fervilham no interior das mansões da Belgrave Square.

Belgravia é uma obra que me interessou inicialmente por conta de sua proposta ousada: a editora Intrínseca, responsável pela publicação do livro no Brasil, anunciou que lançaria esse romance histórico em formato de um folhetim do século XIX! 
Mas como isso seria feito?! A resposta é simples e muito moderna: a cada semana um capítulo da história em formato e-book seria lançado. Ao leitor caberia esperar a próxima semana para conferir a continuação da “novela”. 
Em seguida, a editora lançaria o livro físico - que já adianto: está simplesmente divino tanto na parte da capa e do miolo, como também no texto. É uma edição maravilhosa que vale a pena ter só por ser linda e bem trabalhada, mas que ainda tem o bônus de carregar uma história estupenda.

O Garoto do Cachecol Vermelho

Autora: Ana Beatriz Brandão
Editora: Verus Editora
Páginas: 294
Onde Encontrar: AmazonBr | Livraria Cultura | Livraria Saraiva

Sinopse: Melissa é uma garota linda, rica e mimada, que sempre consegue o que quer e tem todos na palma da mão. Ela acredita que a carreira de bailarina é a única coisa que realmente importa, porém suas certezas são abaladas quando faz uma aposta com um garoto misterioso, que parece ter como objetivo virar sua vida de cabeça para baixo. De repente, Melissa se vê dividida entre dois caminhos: realizar seu maior sonho, pelo qual batalhou a vida inteira, ou viver um grande amor. Mas, não importa aonde ela vá, todas as direções apontam para o garoto do cachecol vermelho... Com esta história intensa e apaixonante, Ana Beatriz Brandão vai emocionar e surpreender o leitor, provando que é uma jovem autora que tem muito a dizer.

Não foi na Bienal do Livro que conheci O Garoto do Cachecol Vermelho. Eu já conhecia, mesmo que de longe, sua autora, a jovem Ana Beatriz Brandão. Me lembro do período em que ela escrevia o livro, de sua dedicação, de sua alegria com a publicação pelo selo Verus, a divulgação da linda capa e por fim o lançamento. Estive acompanhando tudo atenciosamente, porque já sentia que eu precisava pegar este livro. E quando isso acontece não consigo deixar passar, preciso de fato do livro, seja ele romance, drama, mesmo que seja algo completamente diferente da minha zona de conforto: a fantasia e outros gêneros mais pesados. Saí da Bienal com o meu exemplar, ansiosa e cheia de expectativa. Nem alta demais, muito menos baixa, mas apenas desejando conhecer a história da Melissa e do Daniel. E finalmente conheci.

#Sorteio Especial - Harry Potter e a Pedra Filosofal Ed. Ilustrada: Resultado!


Olá leitores e leitoras!! O nosso sorteio especial chegou ao fim, e nesse período de feriado e pós Bienal de SP, trouxemos o resultado para vocês! Obrigada a todos que participaram, e foram muitos. Que venham mais sorteios como este no #LOHS!
Mas agora, quem será o (a) sortudo (a) que levará para casa esta edição especial da Editora Rocco, maravilhosa? Curioso (a)? Confiram o resultado! :)

#Lançamentos: Novo Conceito

Hey, pessoal! Como vão as leituras de setembro? Querem novidades? Hoje trago duas pra vocês do Grupo Editorial Novo Conceito, que tal darem uma olhadinha e aumentarem as listas? Não se esqueçam de comentar dizendo o que acharam!

A Hora Mais Sombria - A Mediadora #04

Autora: Meg Cabot (sob o pseudônimo de Jenny Carrol)
Título original: The Mediator: The Darkest Hour
Série: The Mediator
Tradução: Alves Calado
Editora: Record
Páginas: 272
Onde encontrar: AmazonBr | Americanas | Cultura | Saraiva | Submarino

Sinopse: Suzannah sofre com sua paixão por Jesse - o fantasma 'muito gato e com abdômen de tanquinho', que 'vive' assombrando seu quarto. Desta vez, Suzannah aproveita as férias de verão para incrementar seu guarda-roupa com o dinheiro ganho com um trabalho árduo e muitíssimo trabalhoso. Enquanto passa seus dias como babá, sonhando com aquele novo par de Manolo Blanik ou aquele vestidinho Prada, ainda arruma tempo para orientar um menino de cinco anos que se revela um mediador. Para completar, precisa fugir das cantadas do irmão mais velho do moleque, que guarda um estranho segredo.

Agora sim é que a série fica interessante... Claro, sempre foi, mas agora Suze começa a enfrentar seus maiores desafios e descobre mais sobre o que é e quem Jesse foi quando estava vivo.

Como nem tudo são flores — e na vida de Suze, quase nada é —, depois de acabar com um esquema de fraudes e assassinatos por puro acidente, suas férias de verão estão comprometidas com um emprego temporário de babá em um hotel badalado de Carmel, o Pebble Beach and Golf Resort. Além de passar o tempo todo usando o uniforme horrível do hotel, fica refém do menino assustado e pouco sociável Jack Slater, de oito anos. 

Enquanto tenta lidar com os medos do menino e seu charmoso, porém insistente e arrogante, irmão Paul, Suzannah ainda tem de lidar com seus problemas sobrenaturais: com o objetivo de fazer um deck com ofurô, seu engenhoso padrasto, durante suas “escavações” no quintal da casa, acaba encontrando mais do que tinha calculado. 

Resultado Top Comentarista de #Agosto + Top Comentarista de #Setembro!


Olá leitores e leitoras!! O mês de Agosto chegou ao fim, após uma eternidade (rsrs) e com ele o nosso Top Comentarista também! Foi um mês muito ocupado pra nós, por conta da Bienal do Livro de São Paulo, mas garanto uma coisa: foi tudo por vocês. Teremos muuuitos sorteios especiais e coisas boas vindo por aí hein, aguardem!

Sobre o sorteio do Harry Potter: o resultado sairá no feriado da independência (07/09). E o resultado do sorteio de aniversário sairá no próximo fim de semana. Obrigada pela compreensão nesse fim de bienal. Vamos ao resultado do Top?? Foram dois livros incríveis!


Cretino Irresistível - Cretino #1



Autora: Christina Lauren 
Título original: Beautiful Bastard
Tradução: Felipe Vieira
Série: Cretino
Editora: Universo dos Livros
Páginas: 272
Onde encontrar: AmazonBr | Submarino | Saraiva

Sinopse: Esperta, dedicada, prestes a cursar um MBA, Chloe Mills tem um único problema: seu chefe, Bennet Ryan. Ele é exigente, insensível, sem consideração – e completamente irresistível. Um belo cretino. Bennet acaba de retornar da França para assumir um cargo importante na empresa de comunicações de sua família. Mas o que ele não poderia imaginar era que a pessoa que o ajudava enquanto ele estava no exterior era essa criatura linda, provocadora e totalmente irritante que agora ele tem de ver todos os dias. Ele nunca foi do tipo que se envolve em relacionamentos no ambiente de trabalho, mas Chloe é tão tentadora que ele está disposto a flexibilizar essa regra – ou quebrá-la de uma vez – para tê-la. Por todo o escritório! O desejo que um sente pelo outro cresce tanto que Bennet e Chloe terão de decidir o que estão dispostos a perder para ganhar um ao outro.

Oi, meu nome é Izabela e eu gosto de romances eróticos. Desculpa, mundo. Que culpa tenho eu? Não me julguem. Vocês não deveriam julgar ninguém por conta do seu gosto literário, tá bom? Tá bom. Durante as férias, quando até a minha leitora interior estava cansada e destruída por conta da rotina pesada, eu não consegui ler. Portanto, recorri à minha cura de ressecas literária: romances eróticos. Como já li tudo da Bella Andre (devo até ter perdido alguma publicação por conta dos relançamentos com as novas e lindas capas pretas), o primeiro nome que surgiu em minha mente foi Christina Lauren e sua famosa série Cretino Irresistível.

Vocês já conhecem as autoras por conta das resenhas da Carol da série Selvagem Irresistível, Sedutor e Indecente. Agora, apresentarei a vocês a série Cretino Irresistível que começou como uma fanfic de Crepúsculo extremamente famosa, intitulada The Office. Por conta do sucesso, depois da abertura do mercado para o gênero erótico, trabalhar juntas e lançar uma bomba no mercado foi fácil. Na terceira semana de vendas, o romance já estava na lista dos mais vendidos da Amazon.

#Lançamentos: Arqueiro & Sextante


Aproveitando que a Bienal do Livro está rolando, a Arqueiro e a Sextante anunciam lançamentos incríveis para o mês de setembro!! Além de apresentarem alguns títulos com novas capas!! Então, se prepare, confira os próximos lançamentos e aproveite para aumentar sua lista de desejados!! ;)


Arqueiro


O Feiticeiro de Terramar, de Ursula K. Le Guin
Há quem diga que o feiticeiro mais poderoso de todos os tempos é um homem chamado Gavião. Este livro narra as aventuras de Ged, o menino que um dia se tornará essa lenda.
Ainda pequeno, o pastor órfão de mãe descobriu seus poderes e foi para uma escola de magos. Porém, deslumbrado com tudo o que a magia podia lhe proporcionar, Ged foi logo dominado pelo orgulho e a impaciência e, sem querer, libertou um grande mal, um monstro assustador que o levou a uma cruzada mortal pelos mares solitários.
Publicado originalmente em 1968, O feiticeiro de Terramar se tornou um clássico da literatura de fantasia. Ged é um predecessor em magia e rebeldia de Harry Potter. E Ursula K. Le Guin é uma referência para escritores do gênero como Patrick Rothfuss, Joe Abercrombie e Neil Gaiman.

#Lançamentos: Grupo Editorial Record






Olá, pessoal! Que tal conferir alguns lançamentos para incrementarem a listinha de compras da Bienal? E se você não pode vir, não se preocupe! A AmazonBr sempre oferece uns descontos maravilhosos! E a Submarino e a Americanas também! (Cacem esses livros!). Boas leituras.


Selo Bertrand Brasil


Criação mortal, de J. D. Robb
 
Uma jovem, exposta artisticamente e com o corpo marcado por sinais de tortura, é encontrada morta no East River Park. De imediato, os pensamentos da tenente Eve Dallas a levam para um caso semelhante ocorrido nove anos antes. Na época, Nova York se viu à beira de um ataque de nervos quando quatro mulheres foram mortas em quinze dias por um homem batizado pela imprensa de O Noivo, porque colocava anéis de noivado no dedo das vítimas. O assassino está de volta e, dessa vez, torna-se claro que seus atos são um ataque pessoal. E existe uma grande possibilidade de que o seu maior objetivo seja raptar uma mulher em especial; aquela que vai testar suas habilidades de tortura e lhe proporcionará dias e dias de prazer antes de morrer em suas mãos: a própria Eve Dallas.
 

Melancia, Marian Keyes

Melancia conquistou uma legião de fãs no Brasil e no mundo ao contar a história de Claire Walsh e apresentar as mulheres da família Walsh, protagonistas de outros romances de Marian Keyes. Claire tinha tudo o que sempre quis na vida: um marido que ela idolatrava, um ótimo apartamento, um bom emprego. Mas, no que seria uma data muito especial em sua vida, o dia do nascimento da sua filha, James anuncia que a está deixando por uma vizinha com quem tem um caso há mais de seis meses. Com o coração partido, uma bebê recém-nascida e um corpo pós-parto para o qual ela mal consegue olhar, ela decide ir para a casa dos pais, em Dublin. Lá, recebendo os cuidados de sua excêntrica família, Claire avalia os prós e contras de um casamento de três anos e começa a se sentir melhor. Aliás, bem melhor. Até que o ex-marido reaparece, forçando-a a tomar uma decisão, que, de uma maneira ou de outra, mudará sua vida mais uma vez. Engraçadíssimo e irreverente, Melancia é um romance sobre sobrevivência e a arte de manter o bom humor mesmo diante das circunstâncias mais adversas.

Seguidores

No Instagram @bloglohs

Vem pro Facebook