#Mês da Fantasia: Entrevista com Mark Lawrence


É com imensa alegria que nós do #BlogLOHS trazemos para vocês, leitores, uma entrevista internacional com um dos autores de maior destaque na fantasia, atualmente, representando muito bem o gênero Dark Fantasy: Mark Lawrence. Espero que estejam gostando do nosso #MêsdaFantasia!

Mark Lawrence é um escritor nascido nos Estados Unidos e naturalizado também como inglês. Ele trabalhava como cientista de pesquisa no campo da inteligência artificial e ocupou o nível secreto do governos dos EUA e do Reino Unido antes de se tornar um escritor.  Autor de The Broken Empire (no Brasil: Trilogia dos Espinhos) e The Red Queen's War (no Brasil: A Guerra da Rainha Vermelha), publicados no Brasil pela Darkside Books e traduzidos em mais de 20 idiomas. Atualmente trabalha em uma nova trilogia e vive com a mulher e os quatro filhos na Inglaterra.
Junto de nomes como Brandon Sanderson, Michael J. Sullivan, Peter V. Brett e Joe Abercrombie, foi um dos maiores representantes entre os autores contemporâneos de sucesso da literatura fantástica adulta. Seus livros concorreram a vários prêmios, sendo finalistas no Prêmio Goodreads de "Melhor Fantasia de 2011 e 2012", e dos prêmios David Gemmell Morningstar e Prix Imaginales (Roman étranger) em 2013. Prince of Thorns foi também um dos Barnes and Nobles de melhores lançamentos de fantasia de 2011.

Vocês podem conferir a resenha de seu primeiro livro, "Prince of Thorns" aqui
Vamos a entrevista!



Livros: Ontem, Hoje e Sempre:  Mark, você é um cientista. Como decidiu escrever um livro do gênero "Dark Fantasy"? Você teve um gatilho para começar a escrever?

Mark: Eu não acho que os cientistas são menos propensos a escrever fantasia que os carteiros, os contadores ou os médicos. Eu tenho escrito de uma forma ou outra por décadas. Prince of Thorns era apenas mais uma história curta que eu comecei e se transformou em uma longa história. Eu nunca tinha quaisquer planos sobre isso - Eu o inventei e então o escrevi.

Livros: Ontem, Hoje e Sempre: Jorg Ancrath é um personagem muito bom e extremamente elogiado. Ele é um protagonista incomum, com uma mente imoral. Qual foi sua inspiração para a criação de Jorg? E, em sua opinião, porque ele é tão popular entre os leitores?

Mark: Jorg foi inspirado diretamente por Alex DeLarge, o personagem principal no famoso clássico distópico de Anthony Burgess ', Laranja Mecânica (1962). Eu acho que sua popularidade inicial é devido a uma combinação de carisma e comportamento extremo - ele faz e diz coisas que podem ser um primeiro instinto do leitor antes do senso comum e da moralidade tomar posse. Sua popularidade duradoura é provavelmente porque temos de ver que ele é honesto, sem reclamar, e que, embora ele não seja uma boa pessoa, ele é uma pessoa 'real' com quem podemos ter simpatia (sem tolerar suas ações).

Livros: Ontem, Hoje e Sempre: O maior desejo de Jorg é vingar-se do assassinato de sua mãe e irmão e fazer justiça com suas próprias mãos. Se você estivesse em seu lugar, em sua história, você também escolheria o caminho da vingança?

Mark: Eu gostaria de estar muito ocupado tentando não morrer através de uma morte horrível.

Livros: Ontem, Hoje e Sempre: No início, você já sabia toda a história de Prince of Thorns, ou as idéias foram surgindo progressivamente? Como foi este processo criativo?

Mark: Criei a história exatamente como foi escrita em A Trilogia dos Espinhos. Eu não tinha um plano. Eu raramente sabia como uma página acabaria, que dirá um capítulo.

Livros: Ontem, Hoje e Sempre: Você poderia nos contar um pouco sobre seus planos? Você já se imaginou escrevendo algum gênero literário além da fantasia?

Mark: Assim como eu não planejo livros individuais, não planejo meu futuro. Eu nunca planejei ou esperava ser um escritor. Terminei de escrever A Guerra da Rainha Vermelha , que é ambientado no mundo de A Trilogia dos Espinhos, e atualmente estou na metade da Trilogia da Irmã Vermelha, que se passa em um mundo totalmente novo.
O que pode vir depois, eu não tenho ideia. Eu certamente poderia me imaginar escrevendo ficção científica ou ficção, mas provavelmente não seria uma coisa sensata a se fazer comercialmente.

Livros: Ontem, Hoje e Sempre: A Editora Darkside é a responsável pela publicação dos seus livros aqui no Brasil, e produziu lindas edições para os fãs. Como foi esse processo de publicação, não apenas no Brasil, mas também em outros países e idiomas?

Mark: A Darkside faz belos livros. Na verdade eles são o melhor que eu já vi, depois de ter sido publicado em mais de 20 idiomas.
Quando os direitos são vendidos para os editores não-ingleses Eu geralmente não tenho qualquer envolvimento. Eu não opino e não me mostram as capas. Se eu tiver sorte (~ algo entre 50% de chances) a editora vai me enviar os exemplares do livro, o contrato diz que eles devem.
A Darkside ter sido muito mais engajada, enviando-me os livros e o material promocional etc. O Bruno Dorigatti, da própria Darkside, veio me visitar em Bristol - Reino Unido no mês passado!


Livros: Ontem, Hoje e Sempre: Na Trilogia dos Espinhos, e em outros livros de sua autoria, vemos muitos personagens complexos, e partilhamos seu sofrimento e sentimentos, principalmente com o Jorg. Como foi escrever cenas fortes, cenas difíceis e com uma carga emocional pesada? Você se envolveu emocionalmente, em algum momento, com seus personagens?

Mark: Certamente pode ser difícil escrever uma cena emocional forte, especialmente quando você não está planejando a coisa toda, em essência, e isso pega você de surpresa. O envolvimento emocional para mim está no ato de escrever. Quando estou escrevendo, eu estou sentindo. Não passo o dia inteiro sentindo tudo isso - mas eu o escrevo, então se ele realmente comove o leitor, ele provavelmente me comoveu também.

Livros: Ontem, Hoje e Sempre: Sabemos que para a criação de sua obra, você mesclou referências a Game of Thrones e também ao clássico Laranja Mecânica. A Trilogia reflete muito ambos os livros, destacando que para vencer os jogos dos espinhos não existem limites. E para você, "a vingança é uma ciência ou uma arte"?

Mark: Heh. Eu não sou um especialista em vingança. Provavelmente é, como se diz na ciência, uma questão em aberto. Embora eu imagino que, se você extrair muita emoção a partir do processo (e a ciência é supostamente imparcial), então você pode estar se perguntando qual é o ponto da sua vingança, e parar.

Livros: Ontem, Hoje e Sempre: É muito fácil ter acesso ao "Mark Lawrence". Como é a sua relação com os fãs, de modo geral?

Mark: Eu comecei a escrever online como um "Mestre de Jogo" em um jogo que se joga via email, onde houve resposta rápida das pessoas envolvidas. Mais tarde eu escrevi em grupos de crítica, onde os outros leitores / escritores responderam rapidamente e em detalhes. Então, eu sempre vi a escrita como uma atividade social. Eu não teria gostado de escrever em uma era pré-internet como gosto hoje. A ideia de escrever um livro e depois não ouvir nada sobre isso parece bastante deprimente. Na década de 1980, deve ter sido um pouco assim - suponho que até mesmo os autores mais bem sucedidos não ouviam nada exceto os comentários publicados nos jornais, ocasionalmente, ou através de cartas no correio. Eu realmente gosto de ver comentários em blogs, no Goodreads / Amazon, recebendo e-mails e mensagens de Facebook dos leitores. Fazem tudo parecer mais real.

Livros: Ontem, Hoje e Sempre: Seus fãs brasileiros são muito animados em relação aos seus livros. Você tem planos de nos visitar?

Mark: Uma razão pela qual estou tão satisfeito de ter a internet é porque eu não posso viajar. Minha filha mais nova, (com 11 anos de idade e nascida na época em que eu comecei Prince of Thorns) é muito debilitada, e eu preciso cuidar dela o tempo todo (minha esposa possui uma saúde frágil). Estive a 16 quilômetros da minha casa apenas 3 vezes em 10 anos, e apenas para ir até Londres (90 minutos de distância).
Então, não, eu não tenho quaisquer planos para visitar o Brasil. Apesar de eu ter visitado o Rio de Janeiro em uma conferência científica no final dos anos 90, e gostado muito.

*

Gostaríamos de agradecer ao Mark por nos conceder esta entrevista. Ele é um autor maravilhoso e extremamente atencioso com seus fãs! A Darkside Books lançou recentemente o primeiro livro da trilogia A Guerra da Rainha Vermelha e vocês podem adquirir este e outros livros do Mark Lawrence em lojas online e nas livrarias, em lindas edições de capa dura! Que a Darkside continue publicando o Mark e apresentando aos fãs brasileiros um excelente trabalho.

Espero que tenham gostado da entrevista, leitores!


14 comentários :

  1. Oi meninas!
    Eu nunca tive muita vontade de conferir a trilogia, então não sabia muitas coisas sobre ela ou sobre o autor. Gostei da entrevista. Não imaginava que o Alex de Laranja Mecanica tivesse inspirado o protagonista (Laranja Mecanica sim eu morro de vontade de ler).
    Beijos,
    alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito da entrevista, parabéns, é bem legal saber mais sobre a vida dos autores. Eu ainda não li nenhum livro dele, mas a trilogia dos espinhos esta na minha lista de compras e quero também A guerra da Rainha Vermelha.

    ResponderExcluir
  3. Adorei a entrevista, meninas. Não saberia fazer perguntas melhores. Adorei também conhecer um pouco mais de sua obra, suas inspirações e vida. Fiquei ainda mais intrigada e animada para ler A Guerra da Rainha Vermelha, que tem estado em minha lista de desejados desde seu lançamento, pois Darkside, como vocês falaram, faz um trabalho maravilhoso.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  4. Conhecia o autor e conhecia seus livros, mas infelizmente nunca tive oportunidade de lê-los. Adorei saber que um personagem de seu livro foi inspirado em outro do Laranja Mecânica, amo esse livro <3 Saber disso foi o q me deixou mais curiosa para lê-los futuramente :D

    ResponderExcluir
  5. uhhuhuhu cada dia conseguindo mais entrevistas legais. Parabéns!
    Não li nenhum livro do Mark, mas tenho vontade de ler todos, e Rainha Vermelha está no top da lista. Adorei conhecer o autor. xD

    ResponderExcluir
  6. Essa foi uma das entrevistas mais legais que vocês fizeram.
    Como o Mark Lawrence é interessante!
    ELE FOI DE NÍVEL DO GOVERNO SECRETO. Só isso já chamou a minha atenção, haha.
    Tadinho não poder viajar :( Filha debilitada e esposa frágil.
    Gostei de saber que ele não planeja nada, vai escrevendo. Bom saber que eu não estou sozinha no mundo, haha.
    Como disse no dia da resenha do Príncipe dos Espinhos, quero muito ler!

    Beijoooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  7. Uau meninas! vocês arrasaram nessa entrevista. Acabei de comprar Prince of Thorns e King of Thorns e é muito legal conhecer um pouco mais sobre os autores que tanto desejamos os seus livros. E quem poderia imaginar que um cientista de pesquisa no campo da inteligência artificial viraria um escritor tão maravilhoso? Essa me pegou, hahaha. Abraço meninas e obrigada por trazer o autor mais perto de seus fãs.

    ResponderExcluir
  8. Simplesmente adorei essa entrevista, por que quero muito ler a Trilogia dos Espinhos, só leio comentários positivos em relação a história dos livros e isso me deixa mais ansiosa ainda para ler.

    ResponderExcluir
  9. Parabéns pela entrevista, gostei muito, já conheço o autor e seus livros apesar de te los mais não ter lido ainda(vergonha), adorei a entrevista e fiquei feliz em saber um pouco sobre as motivaçoes do autor.

    ResponderExcluir
  10. Eu tô morrendo por A Guerra da Rainha Vermelha desde o final sem vergonha de Emperor of Thorns (tô tentando superar ainda, é um final que eu amo e odeio). Natal, cadê você?
    Eu acho Mark um autor incrível e algumas das coisas que ele disse na entrevista eu já havia pescado de alguns comentários dele no facebook, mas o que ele fala sobre o Jorg e sobre essa forma como nos relacionamos com ele é totalmente o que eu sinto.
    Também amei saber que ele construiu uma história tão complexa e rica sem planejamento, me faz ter esperanças de que as minhas histórias, que não possuem nem metade dessa profundidade, possam dar certo HAHAHAHAHA
    Parabéns por essa entrevista, meninas. <3

    bjs

    ResponderExcluir
  11. Simplesmente amei! É sempre bom conhecer um pouco sobre os autores e, ah Mark, tu é incrível! ♥
    Já conheço os livros, tenho todos da trilogia e sou completamente apaixonada por eles haha. Meus parabéns pela entrevista ♥

    ResponderExcluir
  12. Já era doido pra ler os livros dele, com essa entrevista então fico com mais vontade ainda, perguntas excelentes e essas respostas de gênio. "A emoção está no ato de escrever". E taí que eu não sabia que o cara era cientista do alto escalão. TOP!!!

    ResponderExcluir
  13. Adorei a entrevista ,o autor parece ser bem simpático .
    Infelizmente ainda não li os livros dele ,aliás sei bem pouco ,mas espero poder ler em breve ,pois pelo que vi são bem legais ...

    ResponderExcluir
  14. Oi!
    Muito legal a entrevista, ainda não conhecia o Mark Lawrence ele pareceu legal ainda não li nenhum livro dele mais achei interessante essa linha de Dark Fantasy !!

    ResponderExcluir

Obrigada por fazer quatro blogueiras felizes, seu comentário e sua opinião são muito importante pra nós! Todas as visitas e comentários serão retribuídos.

(Comentários contendo ofensas e palavras de baixo calão não serão aceitos).

Seguidores

No Instagram @bloglohs

Vem pro Facebook